São Gonçalo volta a aplicar Pfizer em adolescentes de 12 a 17 anos

Município retoma vacinação contra Covid-19 nesta segunda-feira

Escrito por Redação 02/05/2022 07:44, atualizado em 02/05/2022 08:20
Imunizante contra a Covid-19
Imunizante contra a Covid-19 . Foto: Divulgação EBC

A Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil de São Gonçalo retoma a vacinação de todos os gonçalenses contra o coronavírus com mais de 5 anos nesta segunda-feira (2). A segunda dose do imunizante Pfizer para os adolescentes de 12 a 17 anos já está disponível. A secretaria também ampliou de 30 para 67 os locais para a vacinação infantil – de 5 a 11 anos, das 8h às 17h. Para os gonçalenses com mais de 12 anos, 13 locais estão disponíveis, também das 8h às 17h. Aos sábados, a Clínica Gonçalense do Mutondo e a Clínica da Família Dr. Zerbini, no Arsenal, vacinam das 8h às 12h.

A secretaria também vacina com a quarta dose os idosos com mais de 80 anos que tenham mais de quatro meses de intervalo da dose de reforço (terceira dose). Para se vacinar, eles têm que apresentar o comprovante de vacinação com as três doses anteriores e a identidade. A secretaria pede para que a população chegue aos pontos de vacinação uma hora antes do término da aplicação da vacina para que o expediente termine no horário previsto.

Para a aplicação da primeira dose, as pessoas com mais de 18 anos precisam levar carteira de vacinação e cartão do SUS ou CPF. Os menores de 18 anos devem apresentar caderneta de vacinação, cartão do SUS ou CPF, identidade e ir acompanhado de uma pessoa responsável com mais de 18 anos.

Já para a segunda dose, é obrigatório apresentar documento de identidade e o comprovante de vacinação da primeira dose. Para a dose de reforço é necessário levar identidade e comprovante de segunda dose. Para a dose adicional e de reforço dos imunossuprimidos, o comprovante da segunda dose aplicada/dose adicional, identidade e o comprovante/laudo da doença imunossupressora, respectivamente. Para a quarta dose dos idosos com mais de 80 anos, é necessário apresentar identidade e comprovante das doses anteriores.

Os pais que não tiverem como levar os filhos menores de 12 anos para a vacinação devem fazer documento por escrito (pai ou mãe) para qualquer pessoa com mais de 18 anos levar a criança até o ponto de vacinação. Neste caso, o genitor que assinar a declaração também deve entregar um documento de identidade com foto para o responsável provar a autenticidade do consentimento. Os pais também devem prestar atenção no intervalo de vacinas. Caso a criança tenha tomado alguma outra vacina, deve-se esperar 15 dias para a vacinação contra o coronavírus.

Acamados – Para as crianças entre 5 e 11 anos, os responsáveis devem enviar e-mail para: vacina.acamados.sg@gmail.com para solicitar a vacinação em casa com as seguintes informações: nome, endereço, comorbidade ou deficiência permanente, motivo de ser acamado, idade e telefone para contato.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas