Série Ouro: Com Império Serrano campeão, Cubango é rebaixada e vai desfilar em Campinho em 2023. Porto da Pedra é vice

Agremiação de Madureira confirmou favoritismo e volta à elite no ano que vem. Resultado coloca em evidência crise na escola de Niterói, que se arrasta desde 2020

Escrito por Redação 26/04/2022 21:21, atualizado em 26/04/2022 21:21
Escola está com aspecto de abandono no bairro do Cubango
Escola está com aspecto de abandono no bairro do Cubango . Foto: Divulgação

A Império Serrano é a grande campeã da Série Ouro e retorna á elite do Carnaval carioca em 2023. Com notas dez do primeiro ao último envelope, a escola de Madureira, no 'coração' do samba do Rio de Janeiro, confirmou as expectativas da crítica especializada na apresentação do enredo 'Camará', na quinta-feira de Carnaval, e fez uma grande festa, que se iniciou na Praça da Apoteóse da Marquês de Sapucaí, e se estendeu à quadra de ensaios, na noite dessa segunda-feira (26). A Porto da Pedra, uma das cotadas para ganhar o Carnaval, ficou com a segunda colocação, com a União da Ilha em terceira. 

 

Imperio 'sobrou na turma' na noite de quinta-feira (21)
Imperio 'sobrou na turma' na noite de quinta-feira (21) | Foto: Sergio Soares
 

A notícia triste para o mundo do samba de Niterói foi o rebaixamento da Acadêmicos do Cubango, última colocada, em meio a muitos protestos da agremiação, que se projetava, segundo a crítica especializada, 'na briga' por posições intermediárias no desfile. Á frente da escola de Niterói, mas também rebaixada, ficou a Santa Cruz. Em 2023, as duas vão desfilar na Estrada Intendente Magalhães, em Campinho. Outra escola da cidade, a Acadêmicos do Sossego, ficou com a sexta colocação e se mantém na Marquês de Sapucaí. 

 

Alegorias imponentes foram levadas pela Cubango. Crítica consideou rebaixamento surpreendente
Alegorias imponentes foram levadas pela Cubango. Crítica consideou rebaixamento surpreendente | Foto: Sergio Soares
  

Crise - A Acadêmicos do Cubango vive, desde 2020 uma crise de gestão, com um 'racha' na ditretoria da escola. E ao longo do Carnaval de 2022, 'atolada' em dívidas e até com o fornecimento de luz e água cortados, pouco utilizou a quadra de ensaios, que ontem, estava fechada e com aspecto de abandono, com os "baners' da fachada danificados.  A escola desfilou em meio a uma 'chuva' de boatos sobre os problemas de preparação para o desfile oficial de quarta-feira de Carnaval.  O rebaixamento para a Intendente Magalhaes encerra um ciclo de desfiles memoráveis pelo acesso na Marquês de Sapucaí. A crise afastou do desfile a comunidade e até os gestores políticos da região que costumam prestigiar a apresentação das agremiações da região no Rio. 

'Império' de títulos - O Império Serrano é o quarto maior vencedor da folia carioca, com nove títulos de campeão conquistados nos anos de 1948, 1949, 1950, 1951, 1955, 1956, 1960, 1972 e 1982. Também possui quatro títulos no acesso, conquistados em 1998, 2000, 2008 e 2017. Nos últimos anos,  no entanto, a escola nunca conseguiu se firma na chamada 'elite' do Carnaval do Rio. 

/Imperio 'sobrou na turma' na noite de quinta-feira (21)
Imperio 'sobrou na turma' na noite de quinta-feira (21). Foto por Sergio Soares
/Escola está com aspecto de abandono no bairro do Cubango
Escola está com aspecto de abandono no bairro do Cubango. Foto por Divulgação
/Alegorias imponentes foram levadas pela Cubango. Crítica consideou rebaixamento surpreendente
Alegorias imponentes foram levadas pela Cubango. Crítica consideou rebaixamento surpreendente. Foto por Sergio Soares

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas