Governador recebe as seis últimas escolas para desfiles do Grupo Especial na Sapucaí

Os motoristas dos carros alegóricos passaram pelo teste do bafômetro da Operação Lei Seca antes de entrar na Avenida

Escrito por Redação 24/04/2022 10:29, atualizado em 24/04/2022 10:29
Grande Rio
Grande Rio . Foto: Divulgação/Ernesto Carriço e Luiz Alvarenga

Seis escolas encerraram o segundo dia de desfiles do Grupo Especial na Marquês de Sapucaí neste sábado (23). Paraíso do Tuiuti, Portela, Mocidade Independente de Padre Miguel, Unidos da Tijuca, Acadêmicos do Grande Rio e Unidos de Vila Isabel deram o tom da festa, que teve o governador Cláudio Castro como anfitrião do povo fluminense no maior show da Terra.

"O Carnaval movimenta a economia do estado inteiro, gerando empregos, fomentando o turismo e alimentando a paixão pelo samba, que é vivida e compartilhada pela nossa população", declarou Castro que recebeu todas as escolas na Avenida e cumprimentou de perto os integrantes durante o desfile.

E o amor pelo samba é algo que vai além para Valdinei dos Anjos, de 43 anos, motorista profissional e que há dois anos dirige carro alegórico para a Paraíso do Tuiuti. A primeira escola de samba a desfilar trouxe para a avenida enredo exaltando personalidades negras de todas as áreas - ciência, política, artes, cinema, literatura, religião, entre outras - com suas histórias de luta, sabedoria e resistência. No comando do terceiro carro, dos Anjos passou pelo teste do bafômetro antes de encarar os 700 metros da Sapucaí.

"É uma grande alegria e responsabilidade participar deste momento. Eu sou apaixonado pelo Carnaval e é realmente especial estar aqui hoje fazendo parte desta festa", declarou o motorista.

A Operação Lei Seca, que foi implantada no estado do Rio de Janeiro há 13 anos, atua todos os dias de desfile do grupo especial no sambódromo, para prevenir possíveis acidentes e conscientizar o público sobre o perigo da mistura de álcool e direção. A Operação também intensificará as blitzes no entorno dos lugares onde terão eventos em toda região metropolitana e também na Região dos Lagos. No total, estão previstas 53 ações de fiscalização no período do Carnaval.

"Este é um dos nossos programas de maior aceitação popular e que desempenha papel fundamental na melhoria da segurança do trânsito. A ação na Sapucaí é exemplar e mostra nosso comprometimento em fazer a festa cada vez melhor para todos", completou o governador.

Patrulha Maria da Penha realiza ação de conscientização no entorno do sambódromo

Próximo ao Terreirão do Samba, uma viatura da Patrulha Maria da Penha com dois agentes fazia a distribuição de leques com os dizeres da campanha de conscientização “Não é Não”. Os foliões que chegavam para acompanhar os desfiles reforçavam o coro da ação, entoando palavras de aprovação para os policiais militares. A Patrulha foi criada para auxiliar diretamente mulheres em situação de violência. 

Para encerrar com chave de ouro o Carnaval 2022, desfilam neste domingo (24), a partir das 15h30, 16 escolas de samba mirins.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas