Prefeitura de Maricá iniciará a terceira fase da pesquisa Sentinela

O projeto terá início no dia 25/04

Escrito por Redação 19/04/2022 08:20, atualizado em 19/04/2022 09:25
O projeto é uma parceria da Secretaria de Saúde com o Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM)
O projeto é uma parceria da Secretaria de Saúde com o Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM) . Foto: Divulgação

A Prefeitura de Maricá inicia na próxima segunda-feira (25/04) a terceira etapa da Pesquisa Sentinela sobre a Covid-19. As primeiras fases ajudaram a mapear a ação do novo coronavírus no município durante a pandemia. Agora, serão analisadas as sequelas da doença na população e, além disso, os estudos ampliarão para testagem da Influenza A e B. A terceira etapa da pesquisa contará com três ciclos de testagem, que irão de abril a junho com intervalo de 30 dias cada, totalizando 1.155 munícipes testados.

O projeto é uma parceria da Secretaria de Saúde com o Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM). Nas visitas, são realizados exames PCR (swab nasofaríngeo) e sorológico (coleta de sangue). As equipes são compostas por um agente social (entrevistador do Comitê de Defesa dos Bairros), um coletor (técnico/profissional da saúde que realizará os exames), um agente comunitário de saúde e um motorista.

“Desde o início, Maricá demonstrou uma capacidade de sair na frente combatendo a Covid-19, por isso que hoje há uma flexibilização do uso das máscaras, conseguindo assim reduzir o número de casos no município. As fases anteriores da pesquisa comprovam isso e essa nova etapa dará mais tranquilidade aos maricaenses”, disse o diretor-presidente do ICTIM, Celso Pansera.

Segundo o coordenador da pesquisa, biólogo Carlos Senna, a etapa será, também, para tranquilizar e auxiliar os maricaenses que testaram positivo para Covid-19 durante a pandemia. "É de extrema importância acompanhar os afetados pela Covid-19 de perto, uma vez que monitorando e orientando essas pessoas, as filas de espera de hospitais e exames diminuem drasticamente", destaca o biólogo.

Estudo sobre síndromes gripais

A nova etapa será uma ferramenta importante no estudo das síndromes gripais, como as sequelas da Covid-19, e servirá para que sejam deliberadas ações de enfrentamento de surtos, endemias ou epidemias futuras.

“Foi identificado um grande impacto funcional aos que se recuperaram da doença, especialmente aqueles que necessitaram de internação em CTI, acometendo os sobreviventes de todas as idades. Observou-se incapacidade prolongada e os efeitos secundários de disfunção muscular, fadiga, dor e dispneia”, explica o médico infectologista e subsecretário de Saúde de Maricá, Marcelo Velho.

Marcelo ainda exemplificou as consequências observadas em diversos pacientes graves. “Algo muito comum nos pacientes graves é a fraqueza adquirida no CTI, relacionada à imobilidade, controle glicêmico abaixo do ideal, decorrente do uso de fortes medicamentos”, acrescentou.

Entenda como será o sorteio dos moradores visitados

Em cada residência sorteada, será escolhido um morador acima de 18 anos com data de aniversário futura mais próxima ao dia da visita, como aconteceu nas primeira e segunda fases. Os benefícios que essa pesquisa por amostragem trará para Maricá serão visíveis nos próximos anos, como destaca Amilcar Tanuri, chefe do Laboratório de Virologia Molecular da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e coordenador técnico da pesquisa Sentinela Covid-19 Maricá.

“Vamos estudar a circulação deste vírus na cidade e tentar analisar as cepas. Isso vai nos indicar a eficácia das vacinas de gripe na cidade. Além disso, o estudo pode ajudar a fazer a priorização das pessoas a serem vacinadas no futuro”, afirmou.

Vírus Influenza

A Influenza é uma gripe, assim como a Covid-19, que provoca uma infecção aguda do sistema respiratório, com grande potencial de transmissão, que ocorre principalmente 24 horas antes do início dos sintomas. É mais frequente nos meses do outono e do inverno e o período de incubação da doença é de 1 a 4 dias, por isso é importante realizar uma testagem na população para mapear também a área de atuação deste vírus em Maricá.

O vírus se propaga rapidamente e é responsável por elevadas taxas de hospitalização. As Influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo a primeira responsável pelas grandes pandemias. Por esse motivo, sempre durante os meses que antecedem o inverno, os municípios fazem campanha de vacinação contra a gripe. Em Maricá, a campanha começou no dia 4 de abril para os grupos prioritários e terminará em 3 de junho. A vacinação é extremamente importante para que os casos graves e óbitos pela doença sejam evitados.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas