Tenda Espírita organiza procissão para homenagear São Jorge

Espaço fica no bairro do Rocha, em São Gonçalo

Escrito por Redação 18/04/2022 10:23, atualizado em 18/04/2022 10:23
O evento teve início há 50 anos
O evento teve início há 50 anos . Foto: Divulgação

No próximo dia 23 (sábado) ocorrerá uma procissão que terá início na Tenda Espírita de Caridade João de Benguela – Ilè Ipútì Babá Baru localizada na Travessa Santa Rita, no número 518, no Rocha, bairro de São Gonçalo. O evento, que inclui café da manhã, queima de fogos, gira de Umbanda e roda de capoeira, terá início a partir das 8h e celebrará o santo São Jorge Guerreiro. 

A tradição teve início há cerca de 50 anos, em São Gonçalo, com o Seu Avelino (ou Tio Bimbica) que desejava demonstrar sua fé e amor ao santo juntamente com os fiéis que o acompanhavam. A festa ficou viva por muitos anos, mas, quando Seu Avelino faleceu, a festa ficou paralisada. Após 15 anos, os descendentes do Pai de Santo desejam retomar a festa e continuar mostrando sua fé, combatendo o preconceito.

"Somos a quinta geração e queremos continuar trazendo o legado familiar que começou há mais de 50 anos. A ideia da festa é mostrar a fé a São Jorge e combater a intolerância religiosa que, muitas vezes, é praticada contra religiões de matriz africana, como a Umbanda", afirmou o aposentado Elias da Silva Filho, de 74 anos, conhecido como o Pai Elias de Xangô.

No dia da celebração, que é aberta para aqueles que desejarem demonstrar sua fé, haverá uma escultura de São Jorge que, desde os primeiros anos da procissão, é tocada pelos fiéis, que pedem auxílio e fazem suas orações. 

Além do evento do dia 23, a festividade para São Jorge se estenderá também para o dia 29 na Tenda Espírita. 

Confira a programação:

No dia 23/04

A partir das 8h da manhã haverá um café da manha para os fiéis, seguido de uma queima de fogos, com o anúncio da procissão com o toque de clarinete. Depois disso, haverá a procissão e a gira da Umbanda, seguida da Roda de Capoeira, que encerrará o dia.

No dia 29/04

Haverá a abertura do samba em homenagem ao São Jorge Guerreiro com Olodumare, em seguida, terá início o sambão para o santo que terá a participação da artista Mônica Mac, seguido de outros grandes nomes da música como Samba Du Magrão, Leandro Ribeiro (MPB) e do poeta Rheinaldo Baso. Depois, será servida a feijoada de Ogum e, por final, haverá a malandragem. Todos são eventos culturais.

 

Seu Avelino foi o responsável por iniciar o evento em SG
Seu Avelino foi o responsável por iniciar o evento em SG | Foto: Divulgação
 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas