Banco PAN sofre ataque hacker e vazamento de dados estão em apuração

O banco já garantiu que nenhuma transação monetária foi realizada

Escrito por Redação 15/04/2022 16:25, atualizado em 15/04/2022 16:35
O banco possui cerca de 13 milhões de clientes
O banco possui cerca de 13 milhões de clientes . Foto: Divulgação

Controlado pelo BTG Pactual, o Banco PAN, sofreu uma invasão de cibercriminosos, que vazaram os dados de usuários de cartões de crédito da instituição.

O banco tem, atualmente, cerca de 13 milhões de clientes que utilizam cartão de crédito, segundo uma fonte. O número de pessoas atingidas, no entanto, ainda está em apuração.

O ataque ocorreu na madrugada de quinta-feira (14), e foram expostos, segundo informações preliminares, os seguintes dados: nome, CPF, data de nascimento, número do cartão (de forma mascarada), fatura e limite de crédito.

O banco garante que nenhuma transação monetária foi realizada nessa invasão e que as contas correntes foram preservadas. Tudo já foi corrigido e as autoridades policiais já foram notificadas.

Confira a nota do banco na integra: 

"Detectamos recentemente uma fragilidade na plataforma de um fornecedor de tecnologia, utilizada na Central de Atendimento a clientes do segmento de cartões. Ativamos nossos protocolos de segurança, notificamos a empresa de software para imediata correção da vulnerabilidade e contratamos consultoria especializada independente para uma análise completa.

De acordo com a apuração em curso, já foi possível constatar que não houve comprometimento de conta corrente, indisponibilidade de sistema, ou invasão à infraestrutura do Banco, tendo sido confirmado, no entanto, que a exploração da vulnerabilidade permitiu a cópia não autorizada de dados cadastrais, de limite disponível e saldo devedor, sem que tenham sido expostos dados completos de cartão, senhas ou qualquer dado que incorra em risco financeiro direto para o cliente e para o banco.

Reforçamos que a segurança das informações é nossa prioridade e todas as autoridades competentes foram notificadas." 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas