Buracos em rua do Catarina dificultam mobilidade de morador cadeirante

O morador sofre com essa situação há tempos e não consegue ajuda

Escrito por Ana Carolina Moraes 14/04/2022 18:34, atualizado em 14/04/2022 17:09
Problema de mobilidade é constante na rotina do cadeirante
Problema de mobilidade é constante na rotina do cadeirante . Foto: Layla Mussi

Um autônomo cadeirante que mora no Jardim Catarina está sendo dificuldade de sair de sua própria casa, já que a Rua Duarte Coelho (conhecida como Rua 25), que ele mora, está cheia de buracos. Para Jeferson Araújo, conhecido como Jefinho do Catarina, de 32 anos, andar pelo local vem se tornando uma verdadeira luta e isso não apenas para ele, mas para todos os moradores. 

Ele contou que uma parte da rua fica no Catarina Velho e outra no Catarina Novo. A parte mais antiga foi asfaltada mais recentemente, há cerca de seis meses, mas já possui seus buracos. O resto da rua é asfaltado, mas tem um asfalto antigo, que também está cheio de crateras.

"Para passar pelos buracos eu tenho que pedir para um pessoal que cata cascalho jogar esses cascalhos, misturado com areia e pedrinhas, por cima do buraco para eu conseguir passar por cima com a cadeira. Sem isso, eu não consigo passar direito pelo buraco e sempre ter que ficar desviando é complicado. Para ir ao meu carro, por exemplo, que as vezes fica do outro lado da rua aonde eu moro por causa do sol, eu tenho que passar por esses cascalhos. No entanto, por mais que os cascalhos ajudem, os ônibus e caminhões que passam por aqui destroem essa minha passagem ao amassarem os cascalhos com o peso e sempre tem essa dificuldade de ter que refazer", afirmou.

 

O local está com diversos buracos
O local está com diversos buracos | Foto: Arquivo pessoal
 

O autônomo quer que o asfalto de sua rua seja renovado para que, assim, ele não precise ficar colocando cascalhos por cima dos buracos. A situação, segundo Jefinho, ajudará não só ele, como a todos, já que os outro moradores também não irão mais se preocupar em desviar das crateras do local. "Vai ficar melhor para todos circularem aqui, até os veículos. Com tantos cascalhos e areias que usam para tapar os buracos para mim, a rua acaba ficando cheia de poeira, se você vier aqui por 30 minutos, por exemplo, você sai da rua todo preto de sujeira, pois os ônibus passam e levantam essa poeira. É muito difícil para todos!", contou ele que é cadeirante há 9 anos depois de sofrer um acidente e ter uma lesão na coluna.

Procurada, a Prefeitura Municipal de São Gonçalo informou que "na próxima terça-feira (19), irá enviar uma equipe ao local para iniciar os serviços necessários na via."

/Problema de mobilidade é constante na rotina do cadeirante
Problema de mobilidade é constante na rotina do cadeirante. Foto por Layla Mussi
/O local está com diversos buracos
O local está com diversos buracos. Foto por Arquivo pessoal

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas