Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,1515 | Euro R$ 5,5085
Search

São Gonçalo tem internação por Covid-19 zerada há 15 dias

A cidade consegue avançar com outros tratamentos

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 14 de abril de 2022 - 08:19
Todos os leitos de enfermaria e das unidades de tratamento intensivo (UTI) foram remanejados para as internações clínicas
Todos os leitos de enfermaria e das unidades de tratamento intensivo (UTI) foram remanejados para as internações clínicas -

São Gonçalo completa 15 dias sem internações por coronavírus e 21 dias sem óbitos da doença, O último foi registrado no dia 23 de março. Desde o último dia 30, as unidades públicas municipais de saúde que recebem os casos de covid-19 – Hospital Franciscano, na Lagoinha; Retaguarda, no Centro, Pronto Socorro Central e Pronto Socorro Infantil (PSI), no Zé Garoto, estão vazias. Todos os leitos de enfermaria e das unidades de tratamento intensivo (UTI) foram remanejados para as internações clínicas.  

Durante a última semana, a cidade registrou 0,5% de positividade nos testes da doença entre os dias 03 e 09 de abril. Dos 748 testes realizados, apenas 4 deram positivo. Nesta semana, até esta quarta-feira (13), foram realizados 336 testes e apenas um positivou, 0,3%. De domingo (10) a terça (12), todos os exames negativaram.

Há 15 dias, a cidade registrava 1,2% de positividade nos testes da doença entre os dias 20 e 26 de março. Dos 856 testes realizados, 11 deram positivo. Entre os dias 27 e 30 de março, foram realizados 535 testes e apenas seis positivaram, 1,1%. Na quarta-feira (30 de março), dos 125 exames realizados, todos deram negativo.

Pela primeira vez, desde o início da pandemia, todos os índices que medem a doença – variação de pacientes internados, ocupações de leitos de UTI adulto e de enfermaria, percentual dos casos notificados nas duas últimas semanas e variação de óbitos por covid – estão zerados na cidade.

Com os leitos vazios, a cidade consegue avançar com os tratamentos de outras doenças e realizar mais cirurgias eletivas, que estavam paralisadas desde o início da pandemia. Apesar de todos os dados positivos, a Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil de São Gonçalo orienta que as medidas sanitárias para evitar o contágio devem ser mantidas.

 “O gonçalense deve evitar aglomerações, respeitar o distanciamento, lavar as mãos ou higienizar com álcool em gel e, principalmente, completar o seu esquema vacinal contra o coronavírus”, disse a coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil, Melissa de Mello.

Matérias Relacionadas