Justiça absolve filho de Flordelis do homicídio de Anderson do Carmo

Ele e mais três foram acusados do crime de associação criminosa

Escrito por Redação 13/04/2022 13:37, atualizado em 13/04/2022 13:37
Carlos Ubiraci Francisco da Silva, filho adotivo de Flordelis
Carlos Ubiraci Francisco da Silva, filho adotivo de Flordelis . Foto: Reprodução TV GLOBO

Carlos Ubiraci Francisco da Silva, filho adotivo de Flordelis, acusado de homicídio triplamente qualificado pela morte do Pastor Anderson do Carmo, foi absolvido pelo Tribunal de Justiça de Niterói, após 21 horas de julgamento, nesta quarta-feira (13).

O réu foi condenado apenas pelo crime de associação criminosa e cumprirá dois anos, dois meses e 20 dias em regime semiaberto. Além deste, Adriano dos Santos Rodrigues (filho biológico de Flordelis), Marcos Siqueira Costa (ex-policial militar) e Andrea Santos Maia (mulher de Marcos Siqueira) também foram condenados por associação criminosa armada e por forjar uma carta com o intuito de inocentar Flordelis.

Andrea foi condenada a quatro anos, três meses e dez dias de reclusão em regime semiaberto, Adriano a quatro anos, seis meses e 20 dias, também no semiaberto, e Marcos a cinco anos e 20 dias em regime fechado.

Ângelo Máximo, assistente de acusação e advogado de defesa da família de Anderson, afirmou que vai recorrer da decisão “para reverter essa absolvição, anular a sentença em relação a Carlos e trazer ele a um novo julgamento perante ao tribunal do júri de Niterói.”

Outros cinco réus envolvidos no caso serão julgados no dia 9 de maio. São estes Flordelis dos Santos Souza, ex-deputada, missionária e suposta mandante da execução, que respondendo por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, emprego de meio cruel e de recurso que impossibilitou a defesa da vítima), tentativa de homicídio, uso de documento falso e associação criminosa armada, seu filho adotivo André Luiz de Oliveira, sua filha adotiva, Marzy Teixeira da Silva, sua neta biológica, Rayane dos Santos Oliveira e sua filha biológica, Simone dos Santos Rodrigues.

Além destes, Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico de Flordelis, denunciado como autor dos disparos que tiraram a vida do pastor Anderson do Carmo, já havia sido condenado à 33 anos dois meses e 20 dias de reclusão em regime fechado por homicídio triplamente qualificado consumado, porte ilegal de arma de fogo, uso de documento ideologicamente falso e associação criminosa armada.

Na mesma sessão de julgamento, Lucas Cezar dos Santos de Souza, filho adotivo de Flordelis, acusado como o responsável por adquirir a arma utilizada na execução do pastor, também foi condenado a nove anos de prisão em regime fechado por homicídio triplamente qualificado.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas