Escritora aborda inteligência emocional entre crianças em livro infantil

Livro fala sobre os sentimentos e as emoções das crianças e suas relações com o não

Escrito por Redação 11/04/2022 18:21, atualizado em 11/04/2022 18:21
Escritora começou a escrever o livro ainda na infância
Escritora começou a escrever o livro ainda na infância . Foto: Divulgação

Se para os adultos lidar com os sentimentos e emoções é um desafio, imagine como as crianças se sentem ao perceberem as primeiras sensações de raiva, tristeza, ansiedade e, além de tudo, a relação com o temido ''não''?  ‘As incríveis Aventuras de Nirobe na Terra do Não’, escrito por Janine Rodrigues e publicado pela Piraporiando traz afeto e criatividade ao abordar a inteligência emocional,que é a capacidade de reconhecer, avaliar e lidar com os próprios sentimentos e os dos outros, habilidade muito importante para o desenvolvimento socioemocional principalmente na infância. 

Com ilustrações de Bruna Assis Brasil,  o livro conta a história de Nirobe, um garoto esperto e atrevido, que convive com todos os sentimentos  – felicidade, tristeza, medo, coragem, respeito e a inteligência –, porém resiste compreender e se relacionar com o “Não” que, não é um sentimento, mas que tinha o poder de fazer sentir muitas coisas. 

``Há muito tempo, num lugar muito, mas muito perto daqui, era possível enxergar os sentimentos. Eles andavam por aí, para cima e pra baixo. A Felicidade era risonha e magricela. A Tristeza andava sempre calada e adorava ficar escondida. O Medo vivia fugindo da Coragem, que insistia em ser sua amiga. O Respeito e a Inteligência viviam grudados. Companheiros inseparáveis. E no meio de todos os sentimentos, um deles era o mais incompreendido. Era o Não. Que nem era exatamente um sentimento. Mas tinha o poder de fazer as pessoas sentirem muitas coisas. Nirobe, um garoto esperto e atrevido, convive com todos os sentimentos. Curioso e afoito, ele tenta driblar o Não e assim fazer tudo o que quer mas, acaba descobrindo que o Não nem sempre é o que lhe parece.''

Janine Rodrigues, autora do livro e fundadora da Piraporiando, começou a escrever a história ainda na infância e concluiu durante a pandemia. Ela percebeu que nesse período de isolamento social as crianças também passaram a sofrer mais com frustrações, tristeza, ansiedade, perdas, entre outros sentimentos. Janine tem uma dinâmica de relacionamento direto com as crianças, resultante do trabalho em escolas, espaços de cultura e famílias, percebe que contar e ler histórias é de fato algo poderoso para uma comunicação mais afetuosa com os pequenos. 

“Investir no desenvolvimento da inteligência emocional na infância pode contribuir para termos adultos mais confiantes e uma sociedade melhor”, destaca a autora que chega à sétima obra publicada, com livros em 16 países.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas