Morre o desembargador do Tribunal de Justiça do Rio, Jayme Boente

Ele morreu neste sábado (09), aos 62 anos, de infarto, jogando tênis

Escrito por Redação 09/04/2022 16:20, atualizado em 09/04/2022 16:20
O corpo do desembargador será velado no domingo (10)
O corpo do desembargador será velado no domingo (10) . Foto: Reprodução/Internet

O desembargador do Tribunal de Justiça do Rio, Antônio Jayme Boente, 62, morreu neste sábado (09) no clube Marina, na Barra da Tijuca, após sofrer um infarto, enquanto jogava uma partida de tênis. Esse era um dos costumes do magistrado aos fins de semana. O corpo do desembargador será velado no domingo (10). 

Em sua carreira, Jayme Boente trabalhou em comarcas no Rio, em Arraial do Cabo, São Pedro da Aldeia, Niterói, entre outras. Ele também já foi presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e, atualmente era presidente do Conselho de Segurança do Governo do Estado. Há mais de 10 anos, Boente atuava na 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio. 

Em nota, o governador Cláudio Castro foi um dos que demonstrou pesar mostrou com a notícia. "Recebi com muito pesar a notícia da morte do desembargador e meu amigo Jayme Boente, que faleceu de maneira precoce e repentina na manhã deste sábado. Com trajetória admirável, deixará uma lacuna na história do Judiciário, onde atuou por décadas no Tribunal de Justiça. Também contribuiu com o Governo do Estado ao presidir o Conselho Estadual de Segurança. Jayme Boente demonstrou competência, respeito e dedicação pelo seu ofício. Expresso meus sentimentos aos familiares e amigos", diz o comunicado do governo estadual. 

O Tribunal de Justiça do Rio, também divulgou nota de pesar. "O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro comunica, com grande pesar, o falecimento, aos 62 anos, do desembargador Antonio Jayme Boente, ocorrido na manhã deste sábado (9/4). Com assento efetivo na 1ª Câmara Criminal, o magistrado ingressou na magistratura em 1991 e trilhou brilhante carreira no Judiciário fluminense. Foi presidente e corregedor do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), atuou na Coordenadoria dos Juizados Especiais Criminais, com atenção voltada para eventos de grande porte e na área esportiva, e também do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário, além de ter presidido a Comissão de Segurança Institucional do Poder Judiciário, encarregada de elaborar plano de proteção a juízes e servidores em situação de risco.

Bacharel em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) em 1985, Antonio Jayme Boente atuava na 1ª Câmara Criminal desde 2011, onde era conhecido por seu pragmatismo, com entendimento que o Direito deve ser dinâmico para cumprir bem sua missão”, informa a nota do órgão.

O velório de Boente será a partir das 9h de domingo (10), no Salão Celestial, no Crematório Memorial do Carmo, no bairro do Caju, na zona portuária do Rio. O corpo será cremado a partir das 12h.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas