Covid-19: Rio suspende 2ª dose para adolescentes que tomaram Pfizer

Cidade está sem doses para adultos da fabricante norte-americana

Escrito por Agência Brasil 08/04/2022 14:41, atualizado em 08/04/2022 14:59
SES solicitou o envio de 600 mil doses da vacina Pfizer, ao Ministério da Saúde, nesta segunda-feira (4)
SES solicitou o envio de 600 mil doses da vacina Pfizer, ao Ministério da Saúde, nesta segunda-feira (4) . Foto: Divulgação

A cidade do Rio de Janeiro suspendeu a aplicação da segunda dose da vacina contra a covid-19 em adolescentes de 12 a 17 anos para quem recebeu o imunizante da Pfizer na primeira aplicação.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a cidade está desabastecida de doses para adultos da fabricante norte-americana e o esquema básico da vacinação deve ser feito com vacinas homólogas, ou seja, da mesma fabricante.

Apenas a Pfizer estava autorizada para ser aplicada neste público até janeiro, quando o Ministério da Saúde incluiu a CoronaVac para crianças a partir dos 6 anos.

De acordo com os painéis de vacinação da prefeitura, ainda faltam 111,8 mil jovens de 12 a 19 anos completarem o esquema básico, com duas doses, contra a covid-19.

Para a dose de reforço no público adulto, estão sendo aplicada as vacinas da Janssen e da AstraZeneca, disponíveis em estoque na cidade.

“A SMS-Rio já solicitou ao Ministério da Saúde doses da Pfizer para adultos, e segue aguardando a chegada da vacina”, informa o órgão.

Situação no estado

Já a Secretaria de Estado de Saúde (SES) solicitou na segunda-feira (4) ao Ministério da Saúde o envio de 600 mil doses da vacina Pfizer. “O imunizante servirá para completar o esquema vacinal de pessoas com 12 anos ou mais que tenham recebido apenas a dose do imunizante”, disse a SES.

Segundo o secretário, Alexandre Chieppe, a pasta espera que a situação seja regularizada nos próximos dias, sem comprometer a campanha de vacinação contra a covid-19:

“Sempre que precisamos do Ministério da Saúde, fomos atendidos e imaginamos que agora houve alguma questão pontual de logística. Mas deve ser resolvido rapidamente. Então, pedimos para que as pessoas que eventualmente precisem da Pfizer neste momento, que tenham um pouco de paciência até que tenhamos um posicionamento oficial do Ministério da Saúde".

O Ministério da Saúde informou na quarta-feira (6) que 4,8 milhões de doses seriam distribuídas nesta semana, sendo 1,2 milhão pediátricas, para a aplicação da segunda dose em crianças de 5 a 11 anos.

No segundo lote, são 3,6 milhões de doses destinados para o reforço em adultos. Desse total, 2,2 milhões são da Janssen, 1,3 milhão da AstraZeneca e cerca de 50 mil da Pfizer.

De acordo com o Ministério, não há pendência de vacinas para o estado do Rio de Janeiro.

“A pasta já entregou ao estado mais de 40 milhões de doses, sendo 16 milhões para o público acima de 12 anos. Segundo dados fornecidos pelo próprio estado, 13,5 milhões de doses foram aplicadas. Ou seja, o estado tem um saldo estimado em mais de 2,5 milhões de doses para o público. No entanto, a pasta avalia a solicitação de mais imunizantes”, informou o ministério hoje (8).

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas