Comando Vermelho exige diminuição no preço de combustíveis em Manaus

Mensagem estabelece prazo de uma semana para postos cumprirem exigência

Escrito por Redação 27/10/2021 15:09, atualizado em 27/10/2021 16:10
Mensagem foi divulgada nas redes sociais
Mensagem foi divulgada nas redes sociais . Foto: Reprodução/Redes Sociais

Uma mensagem que circula nas redes sociais, atribuída à facção criminosa Comando Vermelho (CV), estabeleceu um prazo de uma semana para que os donos de postos de gasolina de Manaus, no Amazonas, baixem o valor cobrado nos combustíveis.

Na mensagem, integrantes do grupo armado ameaçaram colocar fogo em postos de combustíveis e caminhões, além de colocar "a rua abaixo", caso a exigência não seja atendida. "Nossos irmãos estão sendo prejudicados", diz a mensagem sobre os recentes aumentos.

No Amazonas, a alta no preço do combustível, reajustado nesta terça-feira (26), provocou revolta nos moradores. Na capital, a gasolina registrou o valor de R$6,59, enquanto em outros municípios já ultrapassa os R$7 por litro.

Em junho, a facção Comando Vermelho realizou diversos atendados contra patrimônios públicos e agências bancárias de Manaus depois que o traficante Erick Batista Costa, conhecido como Dadinho, morreu em uma troca de tiros com policiais. A mensagem preocupou moradores, que temem novos ataques do grupo voltem a acontecer na capital. 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas