Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,1937 | Euro R$ 5,5292
Search

Mulher recebe alta após ser internada com Covid-19 e encontra marido morto pela doença em casa

Casal não tinha se vacinado

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 27 de agosto de 2021 - 15:35
Os dois contraíram a doença, mas ele permaneceu em casa, pois estava com sintomas leves
Os dois contraíram a doença, mas ele permaneceu em casa, pois estava com sintomas leves -

Uma história que poderia ter um final feliz terminou em tragédia nos Estados Unidos. Após ficar cerca de uma semana internada com Covid-19, uma mulher teve alta e foi para casa. Ao chegar em seu lar, na cidade de Winter Haven, na Flórida, ela encontrou o marido morto em casa, vítima de complicações da Covid-19, poucos momentos após ela receber alta.

Lisa Steadman contou que ela e o marido, Ron, foram diagnosticados com Covid-19 no início de agosto. Ela apresentou sintomas mais graves e precisou ser hospitalizada, já ele parecia bem e permaneceu em casa.

“Eu fiquei no hospital por oito dias. Falei com ele todos os dias”, disse à rede de televisão ABC. “Achei que fosse morrer. Não conseguia respirar e nem parar de vomitar”, contou à Fox 13.

Após lutar pela vida por mais de uma semana, o quadro clínico de Lisa evoluiu positivamente. Ela contou que conversou com Ron no domingo e o marido alertou-a de que seu telefone celular não estava carregando.

Na segunda-feira, ela tentou contato com o marido e não conseguiu. Ela então pediu para que a polícia local checasse o estado dele. “Eles foram lá, conversaram com ele. Estava passeando com nossos cachorros. Me disseram: ‘Ele está com um resfriado’. Mas estava tudo bem, o Ron não estava nem perto de morrer ou nada assim.”, disse.

No entanto, entre segunda e quarta-feira, quando ela recebeu alta, o estado de seu marido piorou e ele acabou não resistindo. Ao chegar em casa, a mulher encontrou o marido morto na própria cama, cercado pelos cachorros.

"Foi como entrar em um filme de terror. Eu gostaria de nunca tê-lo visto assim, porque não consigo tirar aquela imagem da minha cabeça", contou.

Lisa contou que ela e o marido eram bem cuidadosos com os métodos de prevenção da Covid-19, sempre utilizando máscaras e álcool nas mãos. Porém, o casal não tomou vacina.

Segundo ela, o casal nunca foi negacionista, mas preferiu "esperar". Agora, Lisa mudou de ideia. “Já avisei que quando eu melhorar – porque eu não posso ser imunizada até o fim de setembro –, vou tomar a vacina”, afirmou.

Matérias Relacionadas