Afeganistão: homens tentam fugir do país pendurados em avião e morrem após decolagem

Aeroporto ainda não foi dominado pelo grupo e é a única porta de saída do país

Escrito por Redação 16/08/2021 16:03, atualizado em 16/08/2021 16:50
Grupo terrorista tomou o controle da capital
Grupo terrorista tomou o controle da capital . Foto: Reprodução/Redes Sociais

A chegada do grupo extremista Talibã à capital do Afeganistão, Cabul, provocou pânico na população local. Vídeos divulgados na internet mostram milhares de cidadãos indo em direção ao aeroporto internacional da cidade para tentar fugir em voos comerciais. 

Na manhã desta segunda-feira (16), a pista de pouso foi invadida pela população e pelo menos cinco pessoas ficaram feridas. Ainda não se sabe se eles morreram pisoteados ou foram baleados por milicianos ligados ao Talibã. Dois homens morreram ao cair de um avião que já estava no céu. Eles se esconderam nas asas da aeronave para tentar fugir do país. Enquanto isso, continuam surgindo relatos de saques e abusos, apesar de o Talibã ter reiterado a seus combatentes que eles devem respeitar a propriedade alheia.

Após a confusão no aeroporto internacional, os voos comerciais foram suspeitos e o local foi tomado pelos 6.000 soldados enviados pelos Estados Unidos para assegurar a saída de seus cidadãos. A população passou a buscar o local após a circulação de notícias falsas de que não havia exigência de vistos para quem embarcasse para o Canadá. 

Por enquanto, os terroristas ligados ao talibã não controlam o aeroporto da capital, que se tornou a única porta de saída do país. O local também tem abrigado funcionários de embaixadas estrangeiras que aguardam para deixar o país. As agências de notícia indicaram que, diante do caos, as forças americanas presentes no local atiraram para o alto, na tentativa de acalmar os cidadãos desesperados. Mas o resultado foi o contrário: um imenso movimento de massa se formou e muitos foram pisoteados e mortos.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, o cofundador do Talibã, Abdul Ghani Baradar, anunciou a vitória do movimento. "Agora temos que mostrar que podemos servir a nossa nação e garantir a segurança e o bem-estar", disse.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas