95% dos internados por Covid-19 no Rio não tomaram vacina, diz prefeitura

Única morte causada pela variante Delta é de idosa que não quis se vacinar

Escrito por Redação 06/08/2021 14:55, atualizado em 06/08/2021 15:41
Rio é o estado com o maior número de casos da variante Delta
Rio é o estado com o maior número de casos da variante Delta . Foto: Divulgação/Agência Brasil

Durante a apresentação do boletim epidemiológico do Rio de Janeiro, apresentado pela prefeitura da cidade nesta sexta-feira (6), a secretaria de saúde disse que 95% das pessoas internadas com sintomas de Covid-19 na cidade não tomaram nem a primeira dose da vacina contra a doença. Os números refletem a importância da vacinação para conter o avanço do novo coronavírus.

"Temos uma situação que merece atenção, é que só 5% das pessoas que se internam tomaram pelo menos a primeira dose da vacina. Noventa e cinco por cento das pessoas internadas são pessoas que não se vacinaram.", disse o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz. "As vacinas funcionam, elas têm efeito, mas ainda há muita internação dos que não se vacinaram por motivos diversos."

"Só 5% das internações são de pessoas que se vacinaram. Quem está sendo internado é quem não tomou a primeira dose. Isso mostra a força da vacina e a importância de ir tomar a sua dose.", completou o prefeito Eduardo Paes.

Ainda de acordo com a prefeitura, apesar do número alto e crescente de casos de covid-19 em decorrência da variante Delta na cidade, a única morte causada pela variante foi de uma idosa que se recusou a se vacinar. 

A maioria absoluta de casos da Delta é de síndrome gripal. Registramos um óbito. Foi de uma idosa que não se vacinou. Inclusive, segundo nossa investigação, ela não tinha se vacinado por opção, porque tinha medo das reações adversas e acabou não se vacinando", informou o subsecretário de Vigilância em Saúde, Márcio Garcia.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas