Familiares de Vitorya, morta a facadas em shopping, pedem por justiça na audiência

Primeira audiência de julgamento aconteceu nesta segunda-feira

Escrito por Daniel Magalhães 02/08/2021 19:25, atualizado em 02/08/2021 16:35
Aos prantos, mãe de Vitórya compareceu à audiência
Aos prantos, mãe de Vitórya compareceu à audiência . Foto: Filipe Aguiar

Aconteceu nesta segunda-feira (2) a primeira audiência de instrução e julgamento de Matheus dos Santos da Silva, acusado de assassinar a facadas a estudante de enfermagem Vitórya Melissa Mota, de 22 anos, no dia 2 de junho, na praça de alimentação do Plaza Shopping, em Niterói. A audiência, que iniciou às 13h30, contou com a presença de testemunhas de defesa e acusação e depois teve o interrogatório do réu.

Antes mesmo do início do julgamento já era notável o clima entre os familiares e parentes que foram ao local com blusas estampadas com o rosto da jovem Vitórya Melissa e a palavra 'Justiça'. 

Abatida, a mãe de Vitórya, Márcia Mota, esteve na audiência e acompanhou atenta, aos prantos, cada depoimento e cada detalhe do julgamento que vai determinar o futuro do assassino de sua estudiosa filha que tinha metas de estudar no exterior e ajudar a família.

À imprensa, a mãe contou antes da audiência começar que vive sob o efeito de calmantes todos os dias desde quando o crime aconteceu, além de desejar justiça pela filha.

"Estou com muita dor na alma. Eu quero é que ele seja julgado e pague pelo que fez", disse Márcia.

Na audiência, as mais de dez testemunhas de defesa e acusação narraram os fatos do feminicídio diante da família, da juíza Nearis dos Santos, do Ministério Público e do acusado Matheus dos Santos da Silva, de 21 anos. Este último, visualmente diferente do dia do crime: o cabelo longo e a barba extensa deram lugar ao corte de cabelo baixo e nenhum pelo facial.

Relembrando 

A estudante de enfermagem Vitórya Melissa, de 22 anos, foi morta a facadas no dia 2 de junho enquanto almoçava na Praça de Alimentação do Plaza Shopping Niterói. A vítima foi assassinada por um colega de turma, Matheus dos Santos da Silva, de 21 anos, que nutria uma paixão não correspondida pela jovem. 

Amigos da vítima contaram aos agentes que Matheus era apaixonado pela jovem e que se declarou para ela recentemente, mas que não foi correspondido. No shopping, ele teria comprado uma faca em uma loja poucos minutos antes de cometer o crime e seguiu para a praça de alimentação. Lá, sentou por alguns segundos na mesa da vítima, onde conversaram brevemente antes de Matheus sacar a faca e desferir vários golpes contra a estudante. Após matar a Vitórya, ele tentou fugir do local, mas acabou detido por populares até a chegada da Polícia Militar.

Matheus foi preso em flagrante e conduzido à 76ª DP (Centro), onde o caso foi registrado. Ele responderá por crime de feminicídio.

A juíza Nearis dos Santos Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, indeferiu o pedido de exame de avaliação psicológica e psiquiátrica apresentado pela defesa de Matheus, que havia requerido a instauração de incidente de insanidade mental do acusado, pois considerou que ainda não há elementos que justifiquem a medida. 

A magistrada também determinou que o Plaza Shopping entregasse as imagens das câmeras de segurança do shopping, gravadas no dia do crime.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas