Comprovação de vacinação via aplicativo será obrigatória na entrada de locais fechados no Rio

Algumas flexibilizações estão previstas na cidade a partir de 2 de setembro

Escrito por Redação 30/07/2021 13:00, atualizado em 30/07/2021 13:46
Veja as fases de retomada à normalidade no Rio
Veja as fases de retomada à normalidade no Rio . Foto: Divulgação

A prefeitura do Rio deve permitir 50% da capacidade de estádios, boates e casas de show a partir do dia 2 de setembro, mas apenas para quem estiver imunizado. Nos locais, os cidadãos terão que mostrar o comprovante de vacinação, por meio do aplicativo ConecteSUS, que ratificará a informação de imunização completa.

No aplicativo ConecteSUS, os cariocas poderão encontrar a carteirinha digital de vacinação. Este será o passaporte de entrada para locais fechados, de acordo com o esquema de retomada da Prefeitura do Rio. Para entrar no app, basta utilizar a numeração inscrita no Sistema Único de Saúde (SUS).

"Com o intuito claro de que pessoas vacinadas possam frequentar locais fechados, é obrigatório utilizar o aplicativo do Ministério da Saúde. O sistema é um sistema nacional. Todo mundo que se vacinou no Brasil está conectado. É muito importante que a gente tenha uma população preocupada em se vacinar", falou o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz.

A retomada da prefeitura inclui três fases

A primeira, no dia 2 de setembro, está permitido 50% do público de estádios, casas de show, boates, danceterias e festas fechadas. Mas para isso, quem decidir ir a esses locais, deve comprovar a vacinação completa.

O prognóstico da Saúde é que em setembro, 91% dos adultos já tenham tomado a primeira dose, 54% estejam totalmente imunizados e apenas 9% sem vacina. Aqui, 77% da população geral, incluindo adolescentes, estariam parcialmente imunizados

A segunda fase, já em outubro, a retomada inclui 100% do público nos estádios e em danceterias, boates, casas de show e festas em ambientes fechados. Em ambos, as pessoas precisam ter se vacinado por completo.

E por fim, a terceira etapa, no dia 15 de novembro, a utilização de máscaras só será obrigatório no transporte público e nos locais de saúde. A circulação será permitida, sem limite de capacidade e distanciamento. Neste período, a previsão é de 93% imunizados com uma dose e 90% vacinados por completo.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas