Fórum Social Gonçalense (FOSG) começa neste sábado (31)

Fórum que está em construção tem hoje mais de 35 instituições que executam ações sociais

Escrito por Redação 28/07/2021 18:20, atualizado em 28/07/2021 19:11
Seminário do Fórum Social Gonçalense
Seminário do Fórum Social Gonçalense . Foto: Divulgação

Neste final de semana, 31 de julho, começa o seminário do Fórum Social Gonçalense (FOSG), que acontece até o dia 02 de agosto (segunda-feira).

O fórum que está em construção tem hoje mais de 35 instituições que executam ações sociais em diversas frentes dentro dos bairros e comunidades mais vulneráveis do município de São Gonçalo.

A proposta apresentada para a realização do Fórum Social Gonçalense é identificar e mapear a existência de grupos, reunir estes grupos em torno de uma agenda comum, qualificar discursos e fortalecer identidades para uma ação em rede que potencialize a construção de São Gonçalo como uma Cidade Viva, onde a sociedade civil crie efervescência mobilizadora do poder local para cumprimento das suas atribuições. 

O seminário terá a presença do ativista por direitos, Douglas Belchior (Uneafro Brasil e Coalização Negra por Direitos) que será o conferencista convidado; Fabbi Silva e Larissa Amorim (Casa Fluminense) ministrando oficinas; Isabela Gonçalves (Firmeza Produções) ministrando oficinas; Alberto Rodrigues (Acesso Cultural/Flisgo), Leila Araújo (JIS Urbano/CP Mulher), Marcos Moura (Ponte Cultural/Cine Tamoio), Juliana Garcia (MAR) mediando os painéis. 

Referências em articulações Socioculturais como Janete Nazareth (Mulheres do Salgueiro), Letícia da Hora (Mulheres da Parada), Kawan Lopes (Culturazorj), Well Castilhos(UFRJ), Joyce Gravano (Niyara Acolhimento), Thamiris Santos (por Gentileza), Edimara Celi (Pretas de frente), Mônica Xavier (Coworking Preto), Giancarlo Fiallace (CTF/ Pia Solidária), Deny Moura (Produtora Cultural), Roseane Nobre (Ponte Cultural/ PréVestibular Social), Kenia Mello (Mulheres Sensacionais), Silene Orlando (Pesquisadora Indigenista), Ana Alice Nunes (CIAN) estarão dialogando sobre os temas propostos para esse primeiro seminário de formação e capacitação do FOSG. 

Maiores detalhes, acompanhe em nossas redes sociais: @fosg.sg.

O resultado desse encontro é a produção da Carta Aberta Do Fórum Social Gonçalense assinada pelas instituições presentes no fórum, dirigida aos legisladores, aos formuladores de políticas públicas, culturais e econômicas, nos níveis municipal, estadual e nacional. 

O fórum busca, com a Carta, mapear e informar às autoridades e à sociedade fluminense  sobre o estado da arte da intervenção social e das políticas públicas sociais e culturais em São Gonçalo, sugerir caminhos,   estratégias e soluções possíveis para promoção do bem estar social da população gonçalense e ser, ainda, um instrumento de cobrança da sociedade civil ao poder público local e estadual.

A carta é uma construção coletiva a partir de dados colhidos durante os três dias de eventos com a relatoria do coletivo Ressuscita São Gonçalo que tem vasta experiência em pesquisa.

O evento é totalmente gratuito e online. Sua transmissão será pelo YouTube no canal Q-Cria.

Inscrições abertas até dia 30/07 no link abaixo:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfwBBZRXR5osQhwm1EjvsYhMc8b4OVTtcCpUJBWGfrE3G7g6w/viewform?usp=sf_link

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas