Polícia indicia ex-mulher e ex-sogra de Lázaro Barbosa por ajudá-lo a fugir

Caseiro e fazendeiro que teriam ajudado na fuga também fora indiciados

Escrito por Redação 27/07/2021 16:10, atualizado em 27/07/2021 16:57
Lázaro Barbosa foi morto pela polícia no dia 28 de junho
Lázaro Barbosa foi morto pela polícia no dia 28 de junho . Foto: Reprodução

As investigações do caso de Lázaro Barbosa, o serial killer do Distrito Federal, morto em 28 de junho, continuam em andamento. Nesta terça-feira (27), a ex-mulher e a ex-sogra do suspeito foram indiciadas pela Polícia Civil por terem ajudado Lázaro a fugir. Além das duas, a então esposa de Lázaro, o fazendeiro Caetano Evangelista, de 73 anos, e o caseiro já haviam sido indiciados. 

"Nós tivemos na Polícia Civil de Goiás treze inquéritos policiais envolvendo esse caso, dez deles foram concluídos e remetidos ao judiciário com sugestão de arquivamento, uma vez que só tinha o Lázaro como autor dos delitos", afirmou o Delegado Cléber Martins.

O fazendeiro Caetano deixou a prisão de Águas Lindas no dia 17 de julho após ser detido pela polícia no dia 24 de junho por ter abrigado e alimentado Lázaro. Fora da prisão, ele segue com tornozeleira eletrônica.

De acordo com o delegado, não há indícios da participação de empresários e outros fazendeiros na fuga de Lázaro, mas a investigação continua. 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas