Youtuber é preso em Florianópolis acusado de estupro de vulnerável em Niterói

Agentes da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima, da Polícia Civil do Rio cumpriram mandado de prisão de 30 dias

Escrito por Redação 27/07/2021 13:58, atualizado em 27/07/2021 14:45
Raulzito foi preso nesta terça-feira (27)
Raulzito foi preso nesta terça-feira (27) . Foto: Reprodução/Redes Sociais

Agentes da Delegacia da Crianca e do Adolescente Vítima (DCAV) realizaram a prisão de um youtuber, na manhã desta terça-feira (27). Ele é acusado de estupro de vulnerável e fica preso, de forma temporária, por 30 dias.

O influenciador foi detido em Florianópolis, em Santa Catarina. De acordo com os policiais, ele não ofereceu resistência a prisão. O youtuber possui um canal sobre jogos, com mais de 140 mil inscritos, além de aproximadamente 200 mil seguidores no Instagram.

O youtuber é investigado por dois casos de abusos, no período de fevereiro a maio de 2021. Segundo a investigação, as vítimas, de apenas 12 anos, contaram que os casos aconteceram em Niterói, no Rio de Janeiro, e em São Caetano do Sul, em São Paulo.

A Polícia Civil relata que o influenciador utilizava sua página no Instagram para abordar as crianças e oferecia trabalhos no seu ramo, falando inclusive que era profissional de uma emissora de relevância na TV. A grande parte das vítimas atuava como ator mirim.

"Elas tem como características, além do trabalho artístico, idades próximas entre 10 anos a 14, brancas, cabelos lisos e longos", explica a Polícia Civil.

A investigação é sigilosa, mas a polícia entende que outros jovens possam se manifestar e realizar a denúncia contra o youtuber.

Nas suas redes sociais, o acusado se identifica como coach de novos talentos. Ele argumenta que gerencia a carreira de crianças que buscam o universo gamer, com dicas e acompanhamentos.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas