Faxineira perde a visão após ex-patrão jogar ácido em seu rosto

O caso ocorreu em uma cidade de São Paulo

Escrito por Redação 23/07/2021 07:19, atualizado em 23/07/2021 08:36
Ainda não se sabe qual líquido foi jogado no rosto da faxineira
Ainda não se sabe qual líquido foi jogado no rosto da faxineira . Foto: Reprodução/Internet

A faxineira Franciele Priscila, de 31 anos, viu sua vida mudar nesta última semana. Mãe de um menino de 11 anos e moradora de Catanduva, em São Paulo, ela foi vítima de um ataque praticado por seu ex-patrão, o idoso Luiz Sérgio, de 70 anos, que produz produtos de limpeza. Segundo noticiado pelo Uol, após uma briga, o homem teria jogado um líquido, que parecia ser ácido, no rosto da vítima. Desde então, Franciele não vive sua vida normalmente. Ele segue com problemas de visão e de saúde por causa do líquido jogado nela. Ainda não se sabe o que teria sido. O caso foi encaminhado para a polícia.

O Uol descobriu que Franciele trabalhou com Luiz Sérgio por três anos até que, um dia, ela derrubou um produto de limpeza sem querer e ele não gostou da situação, o que fez com ele a demitisse.

Segundo o boletim de ocorrência, os dois teriam tido uma discussão depois que Franciele retornou para a sua casa já sem emprego. Luiz Sérgio teria ainda ameaçado o filho da doméstica, o que fez com ela fosse até a casa dele novamente para o enfrentar. Foi nessa ocasião que Luiz Sérgio jogou o líquido no rosto dela. O momento foi gravado em vídeo pela vizinha da doméstica e os policiais já tiveram acesso ao material. 

Franciele acredita que o que houve com ela havia sido premeditado por Luiz Sérgio. "Eu não estou bem. Minha boca está em carne viva e eu não estou enxergando quase nada com meu olho direito. (...) Amanheci com muita tosse, passando mal mesmo e o médico vai ver como vai ficar", disse ela ao Uol. Ela tem marcas de machucados pelo corpo por causa do líquido.

 


A mulher chegou a relatar também que segue com o psicológico abalado e que não tem condições de voltar a trabalhar e, por isso, estaria com problemas financeiros. "Meu olho está muito inflamado. Os medicamentos são pagos e as pessoas da igreja estão bancando pra mim, porque perdi meu trabalho, perdi as outras faxinas que eu tenho e estou sem dinheiro", disse ela.

O caso segue em investigação e agentes buscam descobrir qual líquido foi jogado no rosto da faxineira.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas