Prefeito do Rio garante realização do Réveillon e Carnaval

Cidade já imunizou 70% do público-alvo

Escrito por Redação 22/07/2021 13:42, atualizado em 22/07/2021 14:30
Paes afirmou que cidade está planejando retomada das atividades
Paes afirmou que cidade está planejando retomada das atividades . Foto: Reprodução/Redes Sociais

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, afirmou "não ter dúvidas" sobre a realizaçção do Réveillon e do carnaval em 2022. Em entrevista ao 'Bom Dia, Rio', da Rede Globo, na manhã desta quinta-feira (22), Paes afirmou que a expectativa para o fim da aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 é outubro.

Até o momento, mais de 70% do público prioritário da cidade do Rio já se imunizou com pelo menos a primeira dose da vacina. O calendário oficial do município prevê a conclusão da primeira etapa de imunização no dia 15 de agosto.

"Acho que tranquilamente a gente terá réveillon e carnaval, isso não tem mais a menor dúvida. Tenho repetido isso porque se você termina ali para 15 de agosto a primeira dose, você está terminando em outubro a segunda dose", disse Eduardo Paes.

Eduardo Paes disse ainda que muitos imunizantes estão sendo enviados à cidade e que a preocupação da prefeitura neste momento é planejar a volta à normalidade.

"O que a gente tem que imaginar a partir daqui é o parâmetro que a gente vai adotar no Brasil. Nos Estados Unidos, em Nova York, com 70% de primeira dose abriu a cidade, no estágio que nós estamos hoje. A Europa fez com outro percentual. A gente vai olhar isso com calma, estamos analisando isso. Da mesma forma que no início do governo quando começou o calendário de vacinação eu falei 'vamos olhar para o futuro', disse. 

O prefeito apontou ainda que um dos novos desafios do poder público é conseguir conter a variante Delta, que tem um grau de transmissibilidade maior. "Agora o desafio é essa tal variante delta. Todas essas variantes assustam porque nem os epidemiologistas, os técnicos, conseguem saber o que de fato elas podem representar", destacou.

A cidade do Rio segue com medidas restritivas para conter o avanço da Covid-19 até o dia 26 de julho. Pelas regras, a abertura de boates, danceterias e salões de festa continua proibida, assim como a realização de eventos que necessitem de autorização transitória, em áreas públicas e particulares.

A prefeitura também manteve flexibilizações anteriores, como a permissão de ônibus fretados para entrar na cidade e o fim do limite de horário para música ao vivo em bares e restaurantes, desde que seja respeitada a distância de 1,5m entre mesas. Academias de ginástica, piscinas, centros de treinamento e condicionamento físico podem ter as aulas em grupos, observando o cumprimento do distanciamento social.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas