Justiça determina coleta de provas sobre feminicídio no Plaza Shopping

Primeira audiência do caso será no dia 2 de agosto

Escrito por Redação 21/07/2021 15:28, atualizado em 21/07/2021 16:16
Matheus dos Santos da Silva foi preso em flagrante
Matheus dos Santos da Silva foi preso em flagrante . Foto: Felipe Aguiar/O São Gonçalo

A juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, solicitou a expedição de mandados de busca e apreensão a fim de coletar provas relacionadas ao feminicídio ocorrido no dia 2 de junho, no Plaza Shopping, em Niterói. Na ação, que chocou a cidade, Matheus dos Santos da Silva, de 21 anos, assassinou a facadas a jovem Vitórya Melissa Mota, de 22 anos.

De acordo com a Polícia Civil, Matheus "nutria um amor não correspondido" por Vitórya e cometeu o crime após a jovem se negar a manter um relacionamento com ele. Em ato ordinário, a juíza solicitou a expedição dos mandados para encontrar provas que ajudem a elucidar o crime. “Certifico que em relação as diligências sem resposta, digito nesta data os devidos mandados de busca e apreensão a fim de obter o cumprimento dos mesmos”, escreveu magistrada.

A juíza apontou ainda em seu ato ordinário que a instituição de ensino onde Matheus e Vitórya estudavam juntos, em Niterói, disse à justiça que não possui circuito interno de vigilância, o cronograma integral do curso de técnico de enfermagem e o histórico escolar do acusado durante o período em que ele esteve matriculado. A magistrada havia solicitado as provas no mesmo dia em que marcou a primeira audiência de instrução do caso.

A primeira audiência do processo está marcada para acontecer na data em que a morte da jovem completa dois meses, no dia 2 de agosto, às 13h30, no Fórum de Niterói. A juíza ouvirá o acusado e seus advogados, as testemunhas de acusação, convocadas pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ) e o promotor de justiça responsável pelo caso.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas