Jovem invade escola e mata crianças e professora em Santa Catarina

Criminoso usou um facão como arma

Escrito por Redação 04/05/2021 14:31, atualizado em 04/05/2021 13:12
Adolescente não tinha anotações criminais anteriores
Adolescente não tinha anotações criminais anteriores . Foto: Reprodução/Redes Sociais

Um adolescente de 18 anos invadiu uma escola da educação infantil e matou três crianças e a professora delas, na manhã desta terça-feira (04), no município de Saudades, no estado de Santa Catarina. A cidade tem apenas 9,8 mil habitantes e fica cerca de 600 quilômetros da capital Florianópolis. 

Segundo a Polícia Civil, o jovem utilizou um facão para fazer o ataque e acabou detido após cometer o crime. O delegado responsável pelo caso, Jerônimo Marçal, afirmou, durante entrevista a jornalistas, que o adolescente entrou armado na escola e primeiramente realizou o ataque à professora. Mesmo ferida, ela conseguiu correr para a sala onde estavam quatro crianças, todas menores de 2 anos, na tentativa de protegê-las.

No entanto, ela e outras duas crianças acabaram sendo mortas no local. Uma funcionária da escola e uma terceira criança também foram feridas pelo adolescente e chegaram a ser socorridas, mas não resistiram aos ferimentos e acabaram morrendo. Uma quarta criança ficou com ferimentos leves. A polícia informou que o rapaz não tinha anotações criminais anteriores.

Após o ataque, o autor também desferiu golpes contra si próprio, mas chegou ser socorrido e encaminhado a um hospital em Pinhalzinho, cidade vizinha a Saudades. Seu estado de saúde é gravíssimo. Com um ferimento profundo no pescoço, ele perguntou aos bombeiros quantas vítimas teria conseguido atingir. 

A governadora de Santa Catarina, Daniela Reinehr, manifestou solidariedade às famílias em sua rede social. "Manifesto profunda tristeza e presto minha solidariedade. Determinei que o Governo dê todo o amparo necessário às famílias", escreveu no Twitter. Daniela decretou luto oficial de três dias no estado. 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas