Polícia Civil e Corregedoria do Detran, com apoio da PM, realizam operação de combate a falsos despachantes

Aliciadores abordam usuários de forma ostensiva em frente ao órgão, no Centro do Rio

Escrito por Redação 28/04/2021 13:28, atualizado em 28/04/2021 14:20
Local que acontece a abordagem dos motoristas
Local que acontece a abordagem dos motoristas . Foto: Divulgação

Policiais civis da 4a DP (Praça da República) e a Corregedoria do Detran realizam, nesta quarta, uma ação conjunta de combate ao aliciamento de motoristas por parte de falsos despachantes na porta do Departamento de Trânsito, na Avenida Presidente Vargas, no Centro do Rio. A ação conta ainda com o apoio do Centro Presente, da Polícia Militar.

A Operação Zangão, cujo nome faz alusão à forma como são chamados esses aliciadores, tem o objetivo de reprimir a ação ilegal desses "zangões", que se aproveitam da falta de conhecimento dos usuários para oferecer suposta ajuda aos cidadãos, cobrando por serviços que o Detran realiza de forma gratuita.

Além de exercerem atividade ilegal de despachantes, oferecendo serviços como recursos de multas, por exemplo, muitas vezes os "zangões" também dão a entender que são funcionários do Detran, enganando os usuários. De acordo com a delegada da 4a DP (Praça da República), Patrícia Aguiar, esses aliciadores agem de forma ostensiva, cercando os usuários até mesmo de maneira intimidatória. 

"Essa operação tem o objetivo de combater a ação de pessoas, conhecidas como "zangões", que ficam na porta do Detran abordando de forma ostensiva os motoristas que procuram atendimento. Eles agem de maneira maliciosa, se aproveitando da falta de conhecimento dos cidadãos, para obter vantagem oferecendo serviços que o Detran realiza de forma gratuita. Muitas vezes dão a entender que são funcionários do órgão e em outras se passam por despachantes, de forma ilegal", explicou a delegada Patrícia Aguiar.

A ação dos "zangões" vinha sendo monitorada nos últimos dias pelos policiais da delegacia e da Corregedoria do Detran, que filmaram as abordagens aos cidadãos. 

Todos os flagrados na ação de hoje serão levados para a delegacia para prestarem esclarecimentos e vão responder por exercício ilegal da profissão.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas