Previsão do Ministério é de até 3 mil mortes diárias por Covid em março, afirma jornal

O cálculo da pasta aponta que o país enfrentará o pior período da pandemia neste mês

Escrito por Redação 05/03/2021 11:00, atualizado em 05/03/2021 13:11
Presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello
Presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello . Foto: Reprodução/Internet

Segundo informações publicadas no jornal Valor Econômico, nesta sexta-feira (05), a equipe do Ministério da Saúde prevê que o atual mês de 2021 será o pior período da pandemia do novo coronavírus no país. O cálculo da pasta aponta que haverá uma explosão de casos e óbitos, com as mortes beirando a marca de 3 mil diárias.

A reportagem afirma que os números chegaram a esse ponto devido à difusão do vírus em todo o Brasil. As aglomerações causadas pelas festas do fim de ano e pelo Carnaval, junto com a dificuldade de realizar um isolamento social e a circulação de novas variantes pelo território brasileiro, causaram a ampliação do problema.

Além disso, o colapso do sistema de saúde em vários estados ao mesmo tempo e a falta de vacinas para a imunização da população também devem ser fatores considerados entre as causas.

Para a equipe do ministro Eduardo Pazuello, o estado de São Paulo tem sucesso em evitar um colapso do seu sistema hospitalar por possuir a maior rede de saúde do Brasil.

A matéria também destaca que os membros da Saúde têm o pensamento de que não há muito o que fazer, a não ser incentivar a reabertura de hospitais de campanhas nos estados. O governo federal já considera novas instalações desse tipo nos próximos dias.

Embora a situação envolvendo a pandemia seja problemática, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) continua menosprezando a crise sanitária vivida no país.

“Tem idiota que diz 'vai comprar vacina'. Só se for na casa da tua mãe. Não tem para vender no mundo”, queixou-se o presidente, nesta quinta-feira (04).

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas