Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,1665 Euro down 5,2474
Search

Justiça nega pedido do MP para obrigar Rodrigo Neves a voltar ao Brasil

Ex-prefeito atualmente está vivendo em Portugal

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 25 de fevereiro de 2021 - 17:09
Ex-prefeito atualmente está vivendo em Portugal
Ex-prefeito atualmente está vivendo em Portugal -

O Terceiro Grupo de Câmaras do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) negou o pedido feito pelo Ministério Público (MP) para obrigar o ex-prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PDT), a voltar ao Brasil. Atualmente, Rodrigo está em Portugal exercendo atividades acadêmicas na Universidade de Coimbra. 

Em dezembro do ano passado, alguns dias antes de deixar a prefeitura, Rodrigo Neves foi alvo de uma operação de busca e apreensão da Polícia Federal. A investigação da PF e do Ministério Público apurava possíveis irregularidades nas obras do corredor Transoceânica e contratos de publicidade firmados durante a gestão de Rodrigo Neves.

O ex-prefeito da cidade comemorou a decisão em sua rede social e voltou a afirmar que está sendo vítima de uma “guerra jurídica".

“A partir de minha reeleição para Prefeitura de Niterói no final de 2016, passei a sofrer pesado lawfare, guerra jurídica com objetivo de destruir e desgastar adversários políticos. A decisão deixou-me com sentimento de vitória da justiça contra o arbítrio e a perversidade”, afirmou.

Apesar de negar o pedido do MP, a decisão prevê que o ex-prefeito envie mensalmente relatórios sobre as atividades que está realizando na universidade, seja como aluno ou palestrante. Todos os relatórios deverão ser autenticados pela instituição. No início desse ano, Rodrigo mudou-se para Portugal, onde participa de um programa de pesquisa no centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. O convite foi feito, segundo ele, devido ao “reconhecimento internacional que recebeu pelo modo exemplar como protegeu a vida dos seus munícipes durante a crise da Pandemia”.

Matérias Relacionadas