Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,1665 Euro down 5,2527
Search

Assistência Social de Niterói proporciona reencontro de mãe e filho

Mais de 100 pessoas retornaram às suas cidades

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 23 de fevereiro de 2021 - 13:18
Política de recambiamento já contribuiu para o retorno de mais de 100 pessoas às suas cidades de origem no último ano
Política de recambiamento já contribuiu para o retorno de mais de 100 pessoas às suas cidades de origem no último ano -

No último sábado (20), a Secretaria Municipal de Assistência Social e Economia Solidária (SMASES) embarcou G., de 24 anos, de volta para Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. A jovem estava sendo aguardada pela irmã e uma amiga com quem irá morar e que está ajudando a conseguir a guarda de seu filho de apenas 2 anos de idade. No último ano, entre janeiro de 2020 e fevereiro de 2021, 106 pessoas puderam retornar às suas cidades de origem através do programa de recambiamento da Prefeitura de Niterói.

G., que estava há 1 mês em Niterói, saiu de Curitiba em direção ao Rio. Quando chegou em Niterói, conheceu o trabalho da Secretaria Municipal de Assistência Social por meio de pessoas em situação de rua e foi atendida no Centro Pop, que faz atendimento de pessoas em vulnerabilidade social.

“O trabalho desenvolvido pelo Centro Pop é fundamental para garantir direitos e dar dignidade às pessoas. São casos como esse, de superação das adversidades, que nos dão força pra trabalhar ainda mais duro, dia após dia. Parabéns aos trabalhadores do Serviço Único da Assistência Social (SUAS)”, disse Vilde Dorian, secretário municipal de Assistência Social.

O coordenador da equipe de abordagem da Secretaria, Eric Moura, conta que, além de fazer as refeições no Centro Pop (almoço e lanche), a jovem também teve atendimento técnico feito pela equipe.“Nossa equipe fez a ponte com familiares e amigos para tentar restabelecer vínculos para que ela pudesse retornar para a cidade e possibilitar o reencontro com o filho do qual perdeu a guarda há aproximadamente 1 ano. Além disso, G. precisou de ajuda e força de vontade para parar com o uso de álcool e drogas", explicou.

Em uma conversa, G. falou da ansiedade pelo reencontro com o filho.

"Estou há um ano sem vê-lo. Ele é minha vida. Eu trabalhava como auxiliar de cozinha. Depois comecei a rodar por aí e pagar lugar para ficar com meus desenhos. Já estou para conseguir emprego e a guarda do meu filho de volta. Fiquei pelas ruas, foi muito difícil. O Centro Pop foi muito importante. Sempre fui andarilha, mas agora quero sossegar", contou a jovem enquanto mostrava fotos do filho.

A Secretaria Municipal de Assistência Social de Niterói tem o Plano Municipal de Recambiamento cujo objetivo, além do retorno de pessoas em situação de vulnerabilidade para suas cidades de origem, é garantir o fortalecimento dos vínculos familiares fragilizados. Também é realizado um contato com a rede socioassistencial do município que acolherá o usuário no seu retorno à família.

Matérias Relacionadas