Gonçalenses denunciam filas e aglomeração nos Correios de SG

Pessoas esperam horas na fila para conseguir atendimento

Escrito por Ana Carolina Moraes* 10/02/2021 06:44, atualizado em 10/02/2021 07:36
Pessoas se aglomeram para buscar encomendas nos Correios em SG
Pessoas se aglomeram para buscar encomendas nos Correios em SG . Foto: Filipe Aguiar

Filas enormes em plena pandemia, aglomeração, descaso e insatisfação. Esses foram os problemas enfrentados pelos gonçalenses que tiveram que se dirigir aos Correios na manhã terça-feira (09) para conseguir retirar encomendas que deveriam ser entregues em suas casas, já que eles pagam frete para garantir comodidade na entrega. Na sede dos Correios localizada na Zé Garoto, a fila dobrava o quarteirão e pessoas precisaram perder mais de uma hora do seu dia para conseguir ter sua encomenda.

A professora Elisangela Terra, de 39 anos, foi uma das pessoas que sentiu indignação por ficar na fila dos Correios aguardando seu pedido. Segundo a mesma, ela realizou três compras na mesma data e apenas uma foi entregue. 

"Duas das encomendas já chegaram no Rio, mas apenas uma foi entregue. Os Correios informaram que o número da rua estava errado e por isso não conseguiram entregar, mas o endereço desse segundo era o mesmo endereço da encomenda que foi entregue? Estou desde o dia 04 esperando meu produto e aí me avisaram que deveria vim buscar aqui. É desanimador ficar nessa fila! A gente paga o frete para entregar em casa, mas não é isso o que ocorre. Eu geralmente peço para retirar os produtos que compro pela internet na loja para não passar por essa situação", contou ela que ficou mais de 40 minutos na fila esperando o atendimento.

Pessoas se aglomeram para buscar encomendas nos Correios em SG
Pessoas se aglomeram para buscar encomendas nos Correios em SG | Foto: Filipe Aguiar
 

Pessoas da linha de frente do combate ao coronavírus também tiveram que enfrentar a fila para retirar encomendas nos Correios. Foi o caso da técnica de enfermagem Roqueline Carvalho, de 35 anos, que ficou mais de uma hora aguardando o atendimento na fila do local. "É ridícula essa situação! Eu tenho outras coisas para fazer, por exemplo, no período da manhã eu estudo e de noite eu trabalho, mas estou tendo que ficar uma hora aqui para retirar meu pedido. Chega aqui e parece que só tem uma pessoa atendendo. O que eu espero, de verdade, é pelo menos conseguir retirar minha encomenda hoje e não ter que voltar outro dia", contou ela.

Inclusive, o maior medo de Roqueline foi o que ocorreu com Nilton Leonardo Martins, de 52 anos, que vem tentando retirar dos Correios uma encomenda para sua filha. Ele já enfrentou a fila duas vezes na última semana e não conseguiu resolveu seu problema. "Minha filha está trabalhando. Ela comprou uma coisa pela internet e ligou para os Correios perguntando como seria possível que eu retirasse para ela, eles disseram que só com a identidade dela eu conseguiria pegar o produto. Vim aqui segunda (08) e tentei fazer isso, enfrentei a fila e tudo, mas chegou lá dentro eu não pude retirar o pedido, pois precisava de uma declaração que sou representante dela. Eles me deram o papel então, levei para casa, ela preencheu e eu voltei hoje para buscar o pedido, mas eles poderiam ter avisado isso antes, foi uma falta de informação e estou tendo que gastar meu tempo mais um dia para isso", contou o aposentado. 

Nilton Leonardo Martins teve que ir dois dias seguidos aos Correios
Nilton Leonardo Martins teve que ir dois dias seguidos aos Correios | Foto: Filipe Aguiar
 

Em nota, os Correios "esclarecem que em função das ocorrências contra a empresa registradas em São Gonçalo, diversos endereços do município são considerados áreas com restrição de entrega. Desta forma, para otimizar o serviço de retirada de encomendas nas unidades dos Correios e minimizar os impactos aos clientes, a empresa tem adotado medidas como a execução de horas extras e plantões aos sábados", disse.

Os Correios ainda informaram que três agências em São Gonçalo seguem abertas, sendo elas: AC São Gonçalo - Praça Estefânia de Carvalho, 15, aberta de segunda a sexta, das 9h às 16h; AC Alcântara - Rua João de Almeida, 108, aberta segunda a sexta, das 9h às 16h; AC Francisco Portela - Rua Doutor Francisco Portela, 2311, aberta segunda a sexta, das 9h às 17h, e sábados, das 9h às 13h.

Já sobre os casos citados, o órgão teria que analisar cada caso separadamente.

 Para finalizar, a empresa disse que "segue à disposição pelos telefones 3003-0100 e 0800 725 0100 ou pelo endereço http://www.correios.com.br/fale-com-os-correios", afirmou. 

*Estagiária sob supervisão de Marcela Freitas

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas