Volta às aulas: dicas para economizar na hora da compra do material escolar

Especialista e CEO explica como passar pela temida compra de materiais de forma que caiba no bolso

Escrito por Redação 06/02/2021 10:07, atualizado em 06/02/2021 12:18
. Foto: Divulgação/Agência Brasil

Quem tem filho em idade escolar sabe: começo de ano é a época de comprar o material que será usado durante todo o ano. Este período sempre é marcado pela busca de mochilas, estojos, cadernos e todos aqueles itens básicos que integram a lista. Porém, na hora de comprar, muitos pais se perguntam, como economizar?

Segundo Luiz Henrique Garcia, CEO da QuiteJá, plataforma de negociação de dívidas, com planejamento e paciência você consegue passar pela temida compra de materiais de um jeito que caiba no seu bolso.

"Geralmente, quando fazemos a matrícula ou a rematrícula, já recebemos a lista de materiais para o ano seguinte. Ela possui vários itens, que vão desde borracha até esquadros e réguas. Verifique o que dá para ser reutilizado do ano passado. Com a lista em mãos, dê uma vasculhada nos materiais usados do seu pequeno. Aposte na customização desses materiais antigos. Façam juntos. Tenho certeza de que, no fim das contas, além de ter um material quase novo, vocês irão se divertir muito", disse.

Para ajudar você a economizar, o executivo listou abaixo algumas dicas importantes. Confira:

Analise item por item: fique atento aos materiais exigidos pela instituição, principalmente no que diz respeito às quantidades e especificações. Elas precisam ser detalhadas para que você não erre na compra. Além disso, informe-se sobre itens que a escola não pode exigir dos pais, como os de uso coletivo.

Pesquise os preços em diferentes lojas: esta é a hora de começar a orçar! O valor de itens de material escolar variam muito de uma loja para a outra. Por isso, é importante pesquisar os valores. Pesquise em tipos de lojas diferentes: atacado, livrarias, papelarias, lojas de artigos para escritórios, sites da internet, entre outros. Assim, você consegue encontrar maior variedade de produtos e preços!

Compre antes e evite grandes filas: essa é uma dica de ouro. Todo mundo sabe que no mês de janeiro as lojas ficam lotadas e sem espaço para dar um passo lá dentro. E, claro, isso influencia os preços. Quanto mais pessoas procurando pelo mesmo produto, mais altos ficam os valores e, assim, leva quem puder. Cá entre nós, não estamos muito a fim de pagar R﹩20 em algo que valia R﹩14,99 até dois meses atrás, né? São poucos reais de diferença, mas no fim cada centavo é muito importante para economizar. Então, assim que estiver com a lista de materiais em mãos, já corra para colocar as outras dicas em prática, orçar tudo e partiu compras.

No dia da compra, entre em um acordo com seu filho: nós conhecemos os nossos pequenos. Sempre fazemos a famosa conversa antes de sair de casa: "Vamos economizar, beleza?". Eles podem até concordar, mas vão chegar à loja e fazer tudo diferente do combinado. Um jeito legal de convencê-los é barganhar. Antes de sair de casa, converse com calma e fale: "Vamos combinar? Você vai poder escolher ‘X’ coisas". E, durante as compras, sempre lembre o combinado.

Invista tempo em customizações: no fim, as crianças sempre saem bicudas porque não puderam levar aquele caderno da Peppa, ou a caneta da Hot Wheels. Então, o que acha de investir em customizações? Um adesivo aqui, um patch ali e pronto: virou o caderno / bolsa / caneta que ele ou ela tanto queriam!

Faça pagamento à vista: a maioria das pessoas recorre ao cartão de crédito na hora de fazer o pagamento. Novamente, o ideal seria fazer o planejamento financeiro antecipado, o que evitaria a necessidade de parcelar no crédito e pagar mais por isso.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas