Fiocruz investiga caso de idoso que faleceu em Manaus dois dias após tomar vacina

Segundo familiar, o homem de 83 anos vinha apresentando sintomas gripais 'leves'

Escrito por Redação 03/02/2021 07:23, atualizado em 03/02/2021 08:50
Fundação Oswaldo Cruz acompanha caso de idoso que morreu após tomar vacina da Oxford/AstraZeneca
Fundação Oswaldo Cruz acompanha caso de idoso que morreu após tomar vacina da Oxford/AstraZeneca . Foto: Raul Santana/Fiocruz

Nesta terça-feira (02), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) afirmou que acompanha as informações da apuração do caso de um idoso de 83 anos que morreu no último sábado (30), dois dias após ser vacinado, em Manaus, pelo imunizante da Universidade de Oxford/AstraZeneca contra o novo coronavírus.

"Com relação ao caso relatado em Manaus, a Fiocruz vem acompanhando e aguarda informações das investigações que vêm sendo conduzidas pelas autoridades de saúde locais", afirmou a fundação, em nota.

Ainda envolvendo o caso, a Fiocruz reafirmou a segurança do imunizante para idosos e relembrou a distribuição da vacina pelo mundo.

"A vacina Oxford/AstraZeneca já teve seu uso autorizado pelas agências regulatórias da União Europeia, Índia, Reino Unido e Brasil, e mais de 5 milhões de pessoas já foram vacinadas em todo o mundo", acrescentou.

De acordo com um familiar do idoso, ele vinha apresentando sintomas gripais. No entanto, como eram "leves", decidiram levá-lo para a vacinação mesmo assim.


Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas