Força-tarefa da Lava Jato quer disponibilizar R$ 550 milhões recuperados para compra de vacinas

Atualmente, a Lava Jato do Rio tem R$ 552.574.264,16 sob custódia

Escrito por Redação 28/01/2021 16:04, atualizado em 28/01/2021 16:59
Foram consultados o STF, PGE/RJ, PGR E AGU
Foram consultados o STF, PGE/RJ, PGR E AGU . Foto: Divulgação

A Força-Tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro expediu ofícios à Advocacia-Geral da União (AGU), à Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE/RJ), à Procuradoria-Geral da República (PGR) e ao Supremo Tribunal Federal (STF) para consultar sobre o interesse em utilizar recursos recuperados pela Operação Lava Jato no Rio de Janeiro para comprar vacinas contra a Covid-19.

“Consultamos a União se há interesse em realizar o levantamento antecipado dos valores custodiados em contas judiciais, com a finalidade específica de aquisição de vacinas para a imunização contra a covid-19, o que se justificaria dada a situação de emergência na saúde pública e a urgente necessidade de imunização da população”, explica o ofício assinado pelos membros da força-tarefa e enviado ao juiz Marcelo Bretas.

Hoje, a força-tarefa da Lava Jato no Rio mantém sob custódia o valor total de R$ 552.574.264,16. Os valores podem aumentar nas próximas semanas com os desdobramentos de acordos de colaboração premiada e de leniência já celebrados.

Caso haja concordância, a força-tarefa deve requerer imediatamente a transferência dos valores às contas indicadas pelos representantes governamentais, sem a realização de cerimônia ou solenidade para recebimento dos valores, em razão da situação da pandemia. 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas