Prefeitura do Rio realizou operação para prevenir aglomerações na Pedra do Sal

Dois depósitos clandestinos de bebidas foram interditados

Escrito por Redação 26/01/2021 06:23, atualizado em 26/01/2021 07:36
A ação contou com 70 agentes
A ação contou com 70 agentes . Foto: Divulgação

A Prefeitura do Rio realizou, na noite desta segunda-feira (25/01), operação para prevenir e fiscalizar aglomerações na Pedra do Sal, no bairro de Saúde (área central da cidade), tradicional ponto de concentração de público por conta das rodas de samba. Coordenada pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), a ação contou com 70 agentes. Destes, 46 eram da Guarda Municipal e da Polícia Militar que ocuparam trecho estratégico – da Pedra do Sal à Praça São Francisco da Prainha - a partir 18h, o que inibiu o movimento e a realização de eventos na área. Equipes mantiveram o solo até o início da madrugada de terça (26).

 

“A GM e a PM, assim como outros órgãos da Prefeitura, chegaram ao local antes de qualquer movimentação, que geralmente acontece neste dia. O objetivo foi fazer uma ocupação pacífica e tranquila do espaço, buscando diálogo e a prevenção ao invés da repressão. A ação é baseada na inteligência, em dados e evidências. Em paralelo, estamos dialogando com as pessoas que trabalham no evento e que também precisam sobreviver nesse momento de pandemia. A Prefeitura pede encarecidamente que a população colabore cumprindo as medidas sanitárias”, orienta o secretário municipal de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

 

Resultados - Durante a ação, técnicos do Instituto de Vigilância Sanitária municipal interditaram dois depósitos clandestinos de bebidas e infracionaram dois bares por servir clientes em pé e por falta de licenciamento sanitário, respectivamente. No ordenamento urbano, quatro ambulantes irregulares foram retirados das ruas e grades foram apreendidas pela Coordenadoria de Controle Urbano, da Seop. A Comlurb recolheu cerca de uma tonelada de resíduos sólidos, incluindo os resultantes da destruição de um banheiro montado em plena calçada. Oito ligações clandestinas de energia elétrica foram desfeitas pela Light.

 

Balanço geral - Em dez dias, desde o dia 15, os comboios integrados pela Seop para fiscalizar as medidas de proteção à vida e combate à Covid-19 já passaram por 36 bairros, contabilizando 242 inspeções em estabelecimentos, 101 infrações sanitárias e 19 interdições. Entre as interdições, oito foram em eventos clandestinos em casas de festas, que teriam um público total estimado de mais de 4,5 mil participantes, e uma em parque de diversão, em Bangu, na tarde da sexta-feira, 22.

 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas