MPRJ vai investigar denúncias de fura-filas na vacinação do Rio

Plataforma de cadastro dos vacinados apresenta erros

Escrito por Redação 25/01/2021 17:06, atualizado em 25/01/2021 18:02
Vacinada de Oxford começou a ser distribuída nesta segunda-feira (25) no estado
Vacinada de Oxford começou a ser distribuída nesta segunda-feira (25) no estado . Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) investigará as denúncias sobre possíveis irregularidades que aconteceram durante a vacinação de grupos prioritários contra a Covid-19.

O MPRJ participou, na última quinta (21) e sexta-feira (22), de uma operação para combater possíveis irregularidades durante a vacinação de grupos prioritários.

De acordo com a promotora do MPRJ, Márcia Lustosa, foram enviados mapas de vacinação aos municípios, junto com um informativo técnico produzido pelo Ministério da Saúde. Neste informativo constam espaços para  preencher nome, CPF e diversas outras informações de cada pessoa que recebeu a vacina.

No entanto, a plataforma criada para o cadastramento unificado dessas informações ainda não funciona de maneira correta, de acordo com o MPRJ.

A promotora ressalta que uma pessoa ao realizar uma denúncia do uso indevido da vacina deve fornecer algum de dado de quem recebeu o imunizante para tornar o processo de identificação mais rápido e fácil. 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas