Prefeito do Rio diz estudar auxílio financeiro para trabalhadores que vivem do carnaval

A Secretaria Municipal de Cultura diz que um edital será criado para que os envolvidos na folia tenham alguma renda

Escrito por Redação 22/01/2021 17:51, atualizado em 22/01/2021 18:46
. Foto: Divulgação/ Agência Brasil


Nesta sexta-feira (22), o prefeito do Rio, Eduardo Paes, anuncia que atualmente está estudando um possível auxílio financeiro para os trabalhadores que vivem do carnaval, já que até então, não haverá mais a folia tão esperada para julho deste ano. A previsão é que as medidas sejam estabelecidas na próxima semana. Conforme informações passadas da Secretaria Municipal de Cultura, um edital está sendo preparado para permitir que os profissionais que organizam a produção da festa tenham uma renda.

 

"Estamos conversando com a secretaria de Cultura para que 'escultores, pintores, bordadeiras, figurinistas, desenhistas, artesãos' - estou quase cantando Martinho da Vila - tenham algum tipo de auxílio. Eu já vinha desde a transição tentando observar essa história do carnaval. Temos uma questão objetiva: a pandemia não vai se resolver até julho. E isso exige uma preparação que é impossível de ser feita. Não vi esse ânimo das escolas. Não vi esse ânimo em quem financia o desfile", disse o prefeito.

 

Após o anuncio, a Liga das Escolas da série A (Lierj) divulgou nota oficial, se declarando favorável ao posicionamento de Eduardo Paes, priorizando a saúde. Outra liga que apoiou a escolha, foi a Independente das Escolas de Samba (Liesa), dizendo que compreende as medidas diante do cenário atual.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas