Presidente do Inep avisa que cidades que desmarcarem prova ficarão fora do Enem 2020

A prova será aplicada nos dias 17 e 24 deste mês na forma presencial

Escrito por Redação 14/01/2021 09:45, atualizado em 14/01/2021 11:48
O Enem seria realizado em novembro do ano passado, mas de frente a pandemia teve de ser adiado
O Enem seria realizado em novembro do ano passado, mas de frente a pandemia teve de ser adiado . Foto: Divulgação

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes deixou claro nessa última quarta-feira (13) que o órgão não pretende adiar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), no entanto, a prova pode ser cancelada por algumas cidade que não conseguirem aplicar as provas físicas. Apesar da possibilidade, as cidades que fizerem o cancelamento ficarão fora do Enem 2020.

"Não trabalhamos com a hipótese de adiamento, o que pode haver é um cancelamento em algumas cidades. Se a gente não puder aplicar a prova, infelizmente essa cidade vai ficar fora do Enem de 2020", afirmou Alexandre Lopes, em entrevista à CNN Brasil.

Já em caso em que a prova for desmarcada, o presidente do órgão explica que se não for possível cumprir a prova nos dias da reaplicação, em 23 e 24 de fevereiro, essa cidade vai ficar de fora do Enem 2020.

Ao longo de todo o mês, entidades estudantis vem pedindo o adiamento do Enem. A União Nacional dos Estudantes e vários outros órgãos pediram a prorrogação do exame devido a falta de condição de realizar a prova em razão da pandemia que se espalhou pelo país. A Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) também chegou a pedir ao ministro da Educação, Milton Ribeiro, pelo adiamento.

O Enem seria realizado em novembro do ano passado, mas de frente a pandemia teve de ser adiado. A prova será aplicada no dias 17 e 24 deste mês, e nos dias 31 e 7 de fevereiro será feita a versão digital do exame.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas