Com leitos lotados, funcionários do Getulinho denunciam falta de salários

Unidade também sofre com a climatização precária

Escrito por Redação 14/01/2021 06:47, atualizado em 14/01/2021 08:00
Crianças vêm sendo atendidas em cadeiras
Crianças vêm sendo atendidas em cadeiras . Foto: Divulgação

Em meio a superlotação por casos de Covid-19 em alta, em razão das festas de fim de ano, funcionários da Hospital Getulho Vargas Filho, o Getulhinho, localizado no município Niterói, denunciam o descanso com quem busca atendimento na unidade e com os funcionários que estão sem receber os salários de dezembro. 

De acordo com técnicos da unidade, crianças com insuficiência respiratória vêm recebendo atendimento em cadeiras por falta de leitos adequados ao atendimento.

"As crianças estão sendo tratadas por hipodermia (ato de aplicar medicamentos na veia), acomodados em cadeira porque o hospital está lotado. Todas com quadro de insuficiência respiratória. Não tem mais vaga. Apesar desse aumento no número de atendimentos, os funcionários não estão recebendo com regularidade. O salário de dezembro, por exemplo, não foi pago", contou um funcionário. 

Além disso, os trabalhadores ainda contam que as salas de repouso do hospital são repletas de mofo, sem ventilação e com a presença de muitos insetos. 

"Eles fazem tantas cobranças com relação a aglomerações e formas de transmissão do Covid-19, no entanto, os funcionários tiram a hora de repouso sem ar condicionado, com local fechado, sem ventilação, todo mofado e sem contar os mosquitos", informou outra funcionária. 

Procurada, a Prefeitura de Niterói informou que "A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói esclarece que as áreas de atendimento aos pacientes do Hospital Getúlio Vargas Filho, o Getulinho, são adequadas às normas e todas climatizadas, como os ambulatórios, enfermarias, emergência, Centro de Terapia Intensiva (CTI) e Centro Cirúrgico. Não há falta de leitos na unidade.

Houve uma questão pontual de umidade por conta do ar condicionado em alguns locais e a equipe de manutenção do Getulinho está providenciando os reparos. Os salários dos funcionários serão pagos esta semana.

 

*Estagiária sob supervisão de Marcela Freitas

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas