Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,0950 Euro down 5,2428
Search

Gerson, do Flamengo, denuncia racismo em campo contra o Bahia

O volante deu entrevista após a vitória do Rubro-Negro

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 21 de dezembro de 2020 - 09:15
Com o encerramento da partida, Gerson explicou para imprensa o motivo da confusão e toda sua irritação
Com o encerramento da partida, Gerson explicou para imprensa o motivo da confusão e toda sua irritação -

Após a vitória de virada do Flamengo contra o Bahia por 4 a 3, no Maracanã, o jogador Gerson, do Rubro-Negro, resolveu revelar o motivo da forte discussão que teve com o colombiano Ramírez, do Bahia. Segundo o meia, o jogador adversário teria sido racista durante a briga.

"O Ramírez, do Bahia, falou para mim: ‘Cala a boca, negro’. Eu nunca reclamei na imprensa, mas isso eu não aceito. Eu vim falar em nome de todos os negros. O Mano Menezes também tem que saber respeitar.", contou o meia em entrevista ao Canal Premiére.

Em meio a partida, Gerson e o técnico Mano Menezes bateram boca diversas vezes. Indignado após o episódio de racismo, o jogador número 8 demonstrava diversas vezes ao longo da partida momentos de raiva. Com o encerramento da partida, Gerson explicou para imprensa o motivo da confusão e toda sua irritação.

Nas redes sociais, times brasileiros como Fluminense, Botafogo e Ponte Preta, se solidarizaram com o relato de Gerson e apoiaram o jogador na denúncia. O Vasco da Gama também resolveu deixar de lado a rivalidade e mostrou apoio ao jogador rubro-negro. "Nos solidarizamos com o atleta Gérson em mais um relato inaceitável de racismo no nosso futebol. Esse tipo de luta está acima de qualquer rivalidade. Que seja apurado com rigor. Não podemos tolerar esse tipo de atitude! #RacismoNão", escreveu o Cruzmaltino.

Hoje, o Bahia publicou uma nota oficial em seu site se manifestando sobre o caso e dando apoio a Gerson, como vítima do caso. O Clube também afirma que afastou o jogador de suas atividades devido à gravidade da denúncia feita.

Confira a nota na íntegra:

"O Esporte Clube Bahia vem a público se manifestar sobre a denúncia de racismo feita pelo atleta Gerson, do Flamengo, ocorrida na noite deste domingo (20).

O atleta Índio Ramírez nega veementemente a acusação e a ele está sendo dada a oportunidade de se defender de algo tão grave.

O clube entende, porém, que é indispensável, imprescindível e fundamental que a voz da vítima seja preponderante em casos desta natureza.

Assim, decidiu afastar imediatamente o jogador das atividades da equipe até a conclusão da apuração.

O presidente Guilherme Bellintani ligou para Gerson a fim de prestar solidariedade."

Matérias Relacionadas