Polícia Civil indicia 33 integrantes de torcida organizada do Vasco

Ao todo, 33 membros foram indiciados

Escrito por Redação 01/12/2020 06:58, atualizado em 01/12/2020 08:25
Torcedores estão envolvidos em um confronto no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), ocorrido no dia 8 de outubro deste ano
Torcedores estão envolvidos em um confronto no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), ocorrido no dia 8 de outubro deste ano . Foto: Reprodução/Internet

A Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepol), por meio da Delegacia do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (DAIRJ), indiciou, nesta segunda-feira (30/11), 33 membros da torcida organizada Força Jovem do Vasco da Gama envolvidos em um confronto no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), ocorrido no dia 8 de outubro deste ano. O grupo foi indiciado pelos crimes de lesão corporal, crimes contra o estatuto do torcedor e associação criminosa, com a agravante de terem sido cometidos durante a pandemia do coronavírus.


A Delegacia relatou ao Ministério Público do Rio de Janeiro o inquérito com base em provas técnicas, depoimentos, buscas domiciliares e imagens das câmeras do aeroporto. Segundo os agentes, na ocasião, parte da torcida organizada aguardava o time desembarcar de uma viagem de Salvador, na Bahia, para protestar contra o resultado negativo de um jogo. A confusão ocorreu quando outros torcedores do clube chegaram ao local.


Durante as investigações, os policiais também realizaram, no dia 5 de novembro, uma operação contra o mesmo grupo e cumpriu 18 mandados de busca e apreensão. Na ação, foram apreendidos dez aparelhos de telefone celular, diversas bandeiras, camisas e bonés da torcida organizada.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas