Campello fala em reforçar elenco e admite problemas financeiros no Vasco

Mandatário projeta contratação de dois reforços

Enviado Direto da Redação
Segundo ele, clube está com dificuldade de manter salários em dia

Segundo ele, clube está com dificuldade de manter salários em dia

Foto: Divulgação

O presidente do Vasco, Alexandre Campello, planeja contratar mais dos jogadores para reforçar o elenco do clube nesta temporada. Campello entende, porém, que o clube passa por dificuldades financeiras e os salários atrasados podem voltar a ser algo comum caso nenhum atleta seja vendido até o final do ano.

Agora, com o elenco mais formatado, podemos trazer dois jogadores de maior peso para jogarem. Estamos de olho no mercado. Estamos buscando soluções para isso. Na folha salarial tem espaço. O que acontece é que não temos dinheiro para comprar. Tem que ser no talento. Quando se tem recurso, dinheiro, aí é fácil", explicou o mandatário durante uma transmissão ao vivo no canal do clube no Youtube, o "Atenção, Vascaíno".

Talles Magno e Ricardo Graça foram monitorados por clubes europeus, no ano passado. Na temporada atual, Raul foi negociado com o Red Bull Bragantino e Marrony foi vendido para o Atlético-MG. Mesmo com toda a movimentação, Alexandre Campello explica que o fluxo financeiro pode piorar em breve se não acontecer a venda de um outro atleta.

"Não tenho proposta por nenhum atleta. Não só o Vasco, mas todos os clubes do futebol brasileiro vão precisar vender ativos para fechar o ano. Eu estava conversando com o presidente de um grande clube de São Paulo que é super bem organizado, tem faturamento altíssimo, e ele estava preocupado porque houve mudança na norma contábil: o lançamento do valor pago por uma venda passou a ser no recebimento da verba. Ele estava preocupado porque só receberia no ano seguinte. Ele estava preocupado porque teria déficit", contou Campello.

O presidente afirmou que todos os clubes vão enfrentar problemas este ano por conta de dívidas e adiamento de receitas.

"É importante para todos. Se não vende, vai ter problema. Não só o Vasco, mas todos os clubes vão ter problemas. Boa parte de dívidas e receitas foram empurrados para frente. Boa parte das cotas de tv. Vamos ter problemas. Não só o Vasco", admitiu.

Veja também