Fluminense faz novo acordo e pagamentos de jogadores e funcionários está em dia

Funcionários que recebem mais de R$ 4 mil têm empregos assegurados até dezembro

Enviado Direto da Redação
Quitar as dívidas foi uma das primeiras promessas de Bittencourt ao assumir a presidência do clube

Quitar as dívidas foi uma das primeiras promessas de Bittencourt ao assumir a presidência do clube

Foto: Divulgação/Fluminense

Pela primeira vez em 2020 o Fluminense está com os salários em dia. Apesar da pandemia do novo coronavírus, o clube conseguiu honrar os acordos com atletas e funcionários depois de acertar os valores de maio e junho na última terça-feira (28). Agora, devido ao acordo feito, falta apenas 50% referente ao mês de abril para os jogadores, que poderá ser pago até o final do ano e, assim, não contabiliza como atraso.

Segundo o "Lance!", os jogadores aceitaram em junho uma nova redução salarial de 25%. Portanto, como 75% dos vencimentos já foram pagos, as dívidas do clube estão zeradas, considerando também que a folha de pagamento de julho vence apenas no dia 7 de agosto. Foi feito também um acordo para os funcionários que recebem mais de R$ 4 mil por mês. A redução é em cima do valor excedido aos R$ 4 mil e valerá para os meses de julho, agosto e setembro. Porém, esse grupo de profissionais terá os empregos assegurados até dezembro, no mínimo.

Os direitos de imagem também foram acertados, restando apenas dois meses em aberto. Assim como os salários foram reduzidos devido a crise, os direitos de imagem também foram ajustados. Considerando também que nem todos os jogadores do elenco recebem essa quantia, o clube respira com alívio neste momento sem dívidas.

Fluminense é, até o momento, o único clube do Rio de Janeiro que não cortou funcionários ou suspendeu contratos desde o início da pandemia do coronavírus, que iniciou em março no Brasil. O clube conseguiu equilibrar a queda de receitas e as dívidas com ganhos importantes, como o crescimento do sócio-torcedor, e pagou cinco folhas salariais nesse período.

Veja também