Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down Euro down
Search

Bolsonaro defende retorno do futebol em todo o país

O presidente afirmou ter sido procurado por autoridades do esporte

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 28 de abril de 2020 - 16:35
Em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente disse que o governo federal está trabalhando em prol do retorno das competições
Em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente disse que o governo federal está trabalhando em prol do retorno das competições -

O presidente Jair Bolsonaro defendeu, nesta segunda-feira (27), o retorno do futebol no país. Em entrevista em frente ao Palácio da Alvorada, o chefe do executivo disse que o governo federal está trabalhando para que as atividades esportivas retornem em breve. Todas as competições em âmbitos estadual, regional e nacional estão paralisadas desde março em razão do isolamento social por causa do coronavírus. 

“Se depender do meu voto, eu aprovo. Logicamente, com parecer técnico do Ministério da Saúde. Que acho que será favorável. Começar a realizar os treinamentos. Começar, em um primeiro momento, com portões fechados”, disse. 

O presidente disse ter sido procurado por autoridades do futebol e alegou estar preocupado com a situação financeira dos clubes, que estão tendo prejuízos com a paralisação, como o Flamengo e o Palmeiras. 

“Flamengo e Palmeiras têm folha (de pagamento) próxima de R$ 15 milhões de reais. Times da segunda divisão, uma parte vai ser extinta. Me parece, conforme consta, que estão fazendo acerto para ganhar 60%, 50%, 40% do que ganha. Porque não tem receita, não tem imagem, não tem televisão. Bilheteria, não vai ter mesmo. É uma preocupação. O pior, não vai ser o vírus. Vai ser o pós-vírus, com destruição dos empregos”, afirmou. 

A decisão sobre o retorno do futebol deve passar por secretarias, clubes e federações, mas segundo Bolsonaro, alguns nomes destas entidades pensam como ele, como o secretário especial de Esporte, Marcelo Magalhães, e um técnico de futebol que ele não revelou o nome, mas disse também ser favorável ao retorno dos jogos. 

"O Marcelo, secretario de Esporte, conversei com ele hoje. Demos mais um passo nesse sentido. Amanhã, devemos conversar novamente. Eu conversei com um técnico de futebol neste fim de semana, do Rio Grande do Sul. Ele foi favorável em um primeiro momento a não ter jogos, pela aglomeração nos vestiários. Muita gente. Agora, é favorável. É só você não deixar tanta gente no vestiário", concluiu.

Matérias Relacionadas