CBF garante que clubes disputarão Copa do Brasil e Brasileirão este ano

A entidade e os clubes se reuniram por videoconferência nesta quinta-feira (26)

Enviado Direto da Redação
A entidade e os clubes se reuniram por videoconferência nesta quinta-feira (26)

A entidade e os clubes se reuniram por videoconferência nesta quinta-feira (26)

Foto: Divulgação

Durante uma reunião por videoconferência nesta quinta-feira (26), a CBF e clubes da Série A e B debateram o futuro do futebol brasileiro diante da paralisação por causa da pandemia do coronavírus.

O encontro, que durou mais de duas horas, definiu que clubes da Série A poderão dar 20 dias de férias. Um terço do benefício será pago junto aos 10 dias que serão aplicados no fim do ano, em dezembro. No caso da opção escolhida for de 30 dias, também será liberado o benefício. 


Flamengo e Corinthians optaram por ceder 30 dias de férias. O Atletico-GO decidiu adicionar mais cinco dias aos 15 que já havia cedido aos jogadores, totalizando 20 dias de férias.


Quanto ao Brasileirão e a Copa do Brasil, o diretor de competições da CBF, Manoel Flores, assegurou que se o futebol retornar até 1º de julho, ainda terá calendário suficiente para disputar os dois torneios sem mexer no formato da competição. Os clubes desejam que o Brasileiro deve ser mantido com base nos pontos corridos. 


Em relação aos estaduais, ainda não há definições e a sugestão é que o assunto seja conversado com as Federações de cada região. 


Alguns representantes de clubes aproveitaram a reunião para 'lavar a roupa suja' e expuseram suas insatisfações com a CBF. Os representantes disseram que, diferente de outras Federações mundo afora que se colocaram à disposição para ajudar os clubes, a CBF não demonstrou iniciativa. O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, por exemplo, reclamou da falta de suporte por parte da entidade, sobretudo com os times que têm menos poder financeiro.

Veja também