Vasco convida para treinos sobreviventes de incêndio no Ninho do Urubu

Jovens foram dispensados sob alegação de 'decisão técnica'

Enviado Direto da Redação
Convite foi feita na última sexta-feira (17)

Convite foi feita na última sexta-feira (17)

Foto: Divulgação/Vasco da Gama

Cinco jogadores da base do Flamengo que sobreviveram ao incêndio no Ninho do Urubu vão receber uma nova chance. Após serem dispensados pelo Rubro-negro, os jovens foram convidados pelo Vasco para um período de testes e continuarem com o sonho da profissionalização. 


Os meninos com idades entre 14 e 16 anos não tiveram seus contratos renovados pelo Flamengo, que os dispensaram sob a alegação de "decisão técnica" e que este é um procedimento natural da avaliação anual. 


Os jovens Felipe Cardoso (meia), Wendel Alves (atacante), João Victor Gasparin (lateral-direito), Naydjel Callebe (zagueiro), Caike Duarte Pereira da Silva (meia) ainda não decidiram se vão aceitar ou não o convite feito pelo Vasco, que entrou em contato com os meninos na última sexta-feira (17).


"Eles terem saído do Flamengo não é demérito. É um clube de alto rendimento e os jovens podem oscilar. Mas a pressa que a gente teve de colocar o Vasco à disposição teve um caráter social. O Vasco tem essa parte social muito sensível sempre. Faz parte da essência e da história do clube. Não tem como fugir disso.", disse o coordenador de captação do Vasco, Witor Bastos em entrevista ao GloboEsporte.com


Geralmente, o período de testes no Vasco é de 15 dias. Os candidatos são avaliados pelos profissionais do clube. No fim do período, os meninos recebem a notícia se foram ou não aprovados. 


Pais de alguns atletas confirmaram o convite feito pelo Vasco, mas ressaltaram que entrarão em contato com o Flamengo para conversar sobre a decisão. 

Veja também