Diretoria não paga e Vasco chega a 4 meses de salários atrasados

Clube vive complicada situação financeira

Enviado Direto da Redação
Clube vive complicada situação financeira

Clube vive complicada situação financeira

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

O Vasco da Gama completa, nesta segunda-feira (20), quatro meses de salários atrasados. O problema de atrasos, que vem se arrastando desde o início de 2019, parece não ter fim. O presidente do clube já não tem a confiança dos atletas, visto que não cumpriu diversas promessas sobre o pagamento.

Existe, no entanto, uma pequena expectativa de que parte desses valores sejam pagos durante a semana que se inicia. Porém, o pagamento não significaria uma melhora nas condições do clube, já que o dinheiro possivelmente viria de um empréstimo junto ao Banco BMG, parceiro do clube.

Por conta das falta de pagamento aos atletas, o Vasco não conseguiu, por exemplo, renovar o contrato do meio-campo Guarín. O empresário do atleta exige o pagamento dos atrasados para assinar um novo vínculo.

Outro fato que mostrou a fragilidade financeira do clube foi a entrevista de Abel Braga, logo na chegada, afirmando que o presidente havia dito que o pagaria, mas não em dia.

"Vou te pagar, mas não pense que vou te pagar em dia”, disse Abel se referindo ao que o presidente Alexandre Campello teria falado para ele.

Por conta dos atrasos, que estão acima dos 3 meses, todos os jogadores do Vasco podem requerer uma quebra do contrato de forma unilateral na justiça.

Veja também