Vasco é condenado a pagar quantia milionária a Alberto Valentim

Valentim comandou o Vasco de agosto de 2018 a abril de 2019

Enviado Direto da Redação
O técnico comandou o Vasco de agosto de 2018 a abril de 2019

O técnico comandou o Vasco de agosto de 2018 a abril de 2019

Foto: Divulgação

O Vasco foi condenado a pagar R$ 1.457.455,14 ao técnico Alberto Valentim, na última quinta-feira (17). A decisão do juiz Marcelo José Duarte Raffaele, da 64ª Vara do Trabalho do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1), deferiu a favor do treinador férias, 13º salário, multas, entre outros.



A decisão não entra no ato trabalhista, já que a ação foi ajuizada oito dias após o deferimento da nova execução centralizada do Vasco pela Justiça do Trabalho. Portanto, o pagamento deve ser feito de maneira imediata, sob o risco de penhoras.



O juiz condenou o clube a “pagar as férias mais 1/3 (8/12), 13º salário (4/12), FGTS de todo o período acrescido de 40% (compensando-se o valor depositado), salário retido (março de 2019), saldo de salário (22 dias do mês de abr/2019) e multa do art. 477, § 8º, da CLT” e também “todas as parcelas retro, exceto o FGTS, mas inclusive a indenização substitutiva de 40% sobre o FGTS e a multa do art. 477, § 8º, da CLT, serão acrescidas de 50%, na forma do art. 467 da CLT”.



O Vasco também terá que pagar a multa rescisória estabelecida em contrato com o técnico Alberto. "A multa rescisória, na forma contratada entre as partes, era de três salários mensais, o que deve ser observado em respeito à liberdade contratual das partes (...) Condena-se a reclamada a pagar a multa contratual fixada em contrato, aplicando-se igualmente a sanção do art. 467 da CLT".



Atualmente técnico do Botafogo, Alberto Valentim comandou o Vasco de agosto de 2018 a 21 de abril de 2019, quando foi demitido após perder o título do Campeonato Carioca para o Flamengo.

Veja também