Após escândalo de doping, Rafaela Silva e namorada conquistam medalhas

As duas conseguiram medalhas de bronze no Grand Slam de Brasília

Enviado Direto da Redação
As duas conseguiram medalhas de bronze no Grand Slam de Brasília

As duas conseguiram medalhas de bronze no Grand Slam de Brasília

Foto: Reprodução/Redes sociais

Menos de um mês após ser flagrada no exame antidoping e perder a medalha de ouro que conquistou nos Jogos Pan-Americanos, de Lima, no Peru, a campeã olímpica e mundial Rafaela Silva, de 27 anos, voltou a competir no Circuito Mundial de Judô. Depois de perder na semifinal para a também brasileira Katelyn Nascimento, de 21 anos, a carioca disputou o terceiro lugar com a portuguesa Telma Monteiro.



Eleudis Valentim, namorada de Rafaela, também subiu ao pódio e levou o bronze na categoria -52kg e, assim como a namorada, conseguiu 500 pontos na classificação para a próxima Olimpíada, que acontecerá em Tókio no próximo ano. Com o resultado, o Brasil fechou o primeiro dia do torneio com nove medalhas, sendo dois ouros, quatro pratas e três bronzes.



Eleudis, que namora Rafaela há quase seis meses, tem dado força e ânimo para a companheira que passa por um momento difícil tentando provar sua inocência e recuperar sua medalha do Pan-Americano.



"Eu acho que independentemente de qualquer momento que a gente viva, vamos estar juntas uma com a outra, dando força sempre uma para a outra. Como foi desde o começo, vai ser assim para sempre,independentemente do patamar da vida que a gente estiver", comentou ela. 



Agora, Rafaela e seu advogado Bichara Neto preparam sua defesa para garantir sua possível participação na Olimpíadas de Tóquio.  


Veja também