Atleta olímpico faz 'bico' para garantir renda extra

Ian Mattos também trabalha como fotógrafo

Enviado Direto da Redação

Foto: Divulgação

Falta pouco mais de um mês para os Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru. Enquanto treina para a competição, Ian Matos, 30, também corre atrás de uma grana extra: o atleta da seleção brasileira de saltos ornamentais e do Fluminense costuma fazer 'bicos' como fotógrafo.


Ian comprou sua primeira câmera em 2013. Três anos depois, adquiriu uma nova, uma DSLR. De lá para cá, já tirou fotos de três aniversários, de cachorros e de uma de suas paixões: a trilha. "A trilha para mim é sempre um aprendizado. É uma chance de fazer conexões, com pessoas e natureza. Ela me ensina a respeitar os limites dos outros, respeitar o ritmo dos companheiros de trilha. Tenho amigos que são guias profissionais, e a gente sempre se ajuda. Daí às vezes eu viro o fotógrafo da trilha", disse.


Ian é um dos grandes nomes do país nos saltos ornamentais. Ele já defendeu o Brasil em várias competições como Olimpíada (2016), Mundial de esportes aquáticos (2015 e 2017), Copa do Mundo (2016), Jogos Pan-Americanos (2011 e 2015) e Jogos Sul-Americanos (2010 e 2014).

Veja também