Funcionários do Vasco fazem greve por salários atrasados

Clube está com os portões fechados

Enviado Direto da Redação
Clube está com os portões fechados

Clube está com os portões fechados

Foto: Divulgação

Há três sem receber salários, os funcionários da Vasco da Gama entraram em greve na manhã desta quarta-feira (12). Como protesto, os trabalhadores fecharam os portões do clube e desligaram toda energia do local. Por isso, os alunos que estudam em São Januário foram liberados.

Segundo informações, os funcionários entoam gritos de ordem contra Roberto Monteiro e Julio Brant, líderes dos grupos Identidade Vasco e Sempre Vasco. Os dois são apontados pelo atual presidente Alexandre Campello como lideres de um boicote contra a reunião do Conselho do clube onde seria votado um empréstimo de R$ 20 milhões. Na ocasião, a votação não aconteceu por falta de quórum.

Veja também